domingo, 28 de julho de 2013

ENCUCAÇÃO ASSASSINA

Faz algum tempo que eu não vejo um filme argentino relamente del gran carajo. Esta seca relativa não acabou com "Tese sobre um Homicidio", um thriller bastante influenciado por Hitchcock (a ideia do assassinato como jogo intelectual é puro "Festim Diabólico") e Brian De Palma (há uma sequência num museu que lembra "Vestida para Matar"). Estrelado pelo incontornável Ricardo Darín, "Tese..." tem ótimas soluções de câmera e um desfecho empolgante em pleno espetáculo "La Furia", do badalado grupo Fuerza Bruta. Mas o roteiro se acha tão espertinho que é fácil prever algumas reviravoltas, e o final meio em aberto não é satisfatório. Mesmo assim, é um filme interessante - e com o tipo de encucação tão comum nos nossos hermanos, que às vezes nos parecem caídos de outro planeta.

4 comentários:

  1. Não seria mais um filme de tribunal?

    ResponderExcluir
  2. Fui assistir esse meso espetáculo do Fuerza com minha mãe em Baires. Ela é uma senhora toda tradicional, entrou lá cheia de desconfiação, já na primeira cena já tava fisgada, dançou, tirou fotos, sai de lá deslumbrada, comprou camiseta, etc e até fala disso. Outro dia, ela tava lá contando e uma tia minha com uma cara: WTF?

    ResponderExcluir
  3. ELES ( OS ARGENTINOS) NAO TEM OUTRO ATOR NAO? JA ESTOU ENJOADO NESSE ATOR...

    ResponderExcluir