segunda-feira, 29 de julho de 2013

2D EM 3D


Costumo desencanar de que um filme é em 3D nos primeiros dez minutos. A não ser que objetos pontiagudos sejam atirados da tela em minha direção, só lembro que estou vendo algo bem escuro e que os óculos estão meio sujos. Mas ontem assisti a uma animação que segurou o 3D até o fim, e pela mais prosaica das razões: personagens e cenários são assumidamente em 2D. "Contos da Noite" é o mais recente longa do francês Michel Ocelot, e é quase tão lindo quanto sua obra-prima, "Azur e Asmar". São seis histórias diferentes que transportam para o cinema a técnica do teatro de sombras, comum em toda a Ásia mas não na Europa. Confesso que o tom moralizante e politicamente corretíssimo me enjoou em alguns momentos. Mas o impacto visual é tão grande que aquelas silhuetas poderiam estar representando "Marimbondos de Fogo", do em-breve-falecido José Sarney, que eu iria gostar.

Um comentário: