segunda-feira, 24 de junho de 2013

BOLADONA

Nem vou entrar na discussão se Dilma pode ou não convocar um plebiscito que autorize uma constituinte para a tão sonhada reforma política. Se até os juristas diferem, quem sou eu para dar pitaco? Mas me parece claro que ela quer o apoio da população para obrigar nossos nobres parlamentares a aprovarem leis que, em última instância, irão contra seus próprios interesses mesquinhos. É uma estratégia interessante, e talvez - talvez - não seja só uma manobra para manter o PT no poder. De qualquer forma, achei a fala de hoje muito mais sólida e contundente que a de sexta. Naquele dia ela me soou como Mubarak tentando apaziguar os manifestantes da praça Tahir - e deu no que deu, não é mesmo? Seja lá como for, parece que nossos políticos perceberam que o Brasil não é feito só de "nova classe C" nem de usuários do Bolsa-Família. Também há uma parcela enorme da população que, embora não seja maioria, dispõe de informações e meios para desestabilizar qualquer governo. Os protestos estão provando que essa fatia não é tão desligada como se pensava.

25 comentários:

  1. A PM aqui em Porto Alegre se retira estrategicamente no protesto de hoje enquanto manés saqueiam lojas livremente. Basta os protestos começarem a incomodar o day by day pra classe-média "esclarecida" lavar as mãos.

    ResponderExcluir
  2. Tony, a despeito desse blá blá blá todo uma única coisa me chamou atenção: como foi que Dilma envelheceu 20 anos de sexta-feira pra segunda? A mulher está um bagaço, tadinha. Maracujás de gaveta estão melhores. Ela não está vivendo um bom momento, por isso deviam mandar levar Kamura para ficar a disposição nesses dias tão intensos.

    ResponderExcluir
  3. só quero ver no que vai dar tudo isso... sinto um cheiro de DITADURA a caminho... tem muito dinheiro e muito poder envolvido... COPA... OLIMPIADAS!!!!.. e etc... será que os americanos, os verdadeiros donos aqui da terra curumim, vão deixar o barco correr solto?? o será que não virá um poder "superior" que garanta a entrega dos investimentos?? ....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De Anônimo para Anônimo: menos querido! Menos...

      Excluir
    2. tenho mais medo dos extraterrestres.

      Excluir
    3. Bicha militar, é isso mesmo? Risos

      Excluir
  4. A questão é que não precisa de constituinte...é só fazer uma boa PEC...

    E juridicamente é impossível, descabido e totalmente bizarro fazer uma constituinte parcial: http://www.youtube.com/watch?v=ipaYn19QrMw

    ResponderExcluir
  5. A Dilma, para mim, ficou definida quando aquele avião da TAM caiu em Congonhas, na verdade, no espaço urbano de São Paulo, e matou simplesmente 200 pessoas. Tendo a presidência da república solenemente ignorado o acidente e as mortes - parece que o Lula não gosta de se associar a coisas negativas -, a imprensa começou a criticar essa atitude e 5 ou 6 dias depois foi marcada uma reunião para tratar do assunto. Ao final, a ministra das Minas e Energia Dilma - que já devia estar sendo marketada - foi destacada para apresentar o resultado da reunião e, com aquela voz em cruel falsete búlgaro, declarou em alto e bom tom:
    _Já resolvemos o problema. Vamos construir um novo aeroporto!
    Depois disso, dossiê da D. Dulce, Erenice, curriculum com Ph.D falso, Lupi, Rosemeri, nada mais me surpreendeu. E os planos que anuncia são tão verdadeiros quanto o desse novo aeroporto de São Paulo.

    ResponderExcluir
  6. Cuidado com o que vcs desejam...muito cuidado!

    Nao pensem vcs que qq outro governo seria melhor, pelo contrario... enfim...brasileiro gosta de pagar pra ver...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "qq outro governo seria melhor"?

      Ui, que medo.

      Excluir
  7. Tremo só de pensar que escolheria essa constituinte são os mesmos que elegeram Tiririca, Stepan Necerssian, Bolsonaro e Feliciano.
    Brrrrrrrr!

    ResponderExcluir
  8. O Sistema Político Brasileiro é uma piada. Mais de 30 partidos políticos que só servem para negociatas e coligações asquerosas em busca de horário na TV. Que segmento da sociedade é representado pelo partido do Levy Fidelix, do Eyeyeymael e do finado Eneas? Essa brincadeira sai muito cara para todos nós. Um partido nanico como o PMN pode receber até 300 mil reais por mês. Em 2012 o Fundo Partidário distribuiu 286 milhões para a manutenção dos partidos. Se tiver que mudar a Consituição para acabar com essa palhaçada, que mude. Qual o problema? Estão falando que mudar a Constituição seria golpe. Taí. Golpe por plebiscito é a primeira vez que ouço falar.

    ResponderExcluir
  9. O mio babbino caro
    "corrupção dolosa como equivalente a crime hediondo". E tudo mais. Quem se habilita?

    ResponderExcluir
  10. Me diga quando esse país passou por algum tipo de reforma profunda que não veio de cima pra baixo? Até nossa independência nos foi dada apenas para continuarmos nas mãos da família real portuguesa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Daniel...pq tudo que vc escreve é tão pré-moldado?

      Rsrsrs

      Excluir
  11. DirtyMouth & Co.25 de junho de 2013 16:08

    Simples assim: como ela sabe que esse debate demanda tempo e calorosas discussões, é tudo que precisa p/ tirar o foco de coisas hediondas que vem acontecendo desde mensalões de 2005 e que culminaram, agora em 2013, no tsunami de protestos, daí ela chega em 2014 com menos arranhões nas pesquisas e pronta p/ dizer ao povo que fica mais 4 anos como chefa dessa pátria de palhações que só servem p/ pagar imposto.

    ResponderExcluir
  12. Puro marketing, será que ainda é o Duda Mendonça por trás destas bravatas em frente às câmeras? Notaram que até aposentou os tailleur vermelho-sangue vendo que o povo tá tocando o terror em quem ousa levantar bandeirinha de partido? Essa daí pode ser qualquer coisa mozamô, menos B.U.R.R.A. Não votei nela, mas ainda a acho melhor que o Molusco anterior. Lógico-evidente que nem era preciso ter dom da vidência p/ ver que toda essa empulhação ia custar caro, uma pataquada sem tamanho. Amando a mobilização verde-amarela e apartidária que despertou o gigante de seu sono. Dilmão sua linda, relaxa e goza porque esse é o teu inferno astral pré-2014! Ano que vem vc sabe que tem mais, muito mais do mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho e concordo o INFERNO ASTRAL DESTA MULHER só está começando e acho pouco viu!!!!!!

      Excluir
  13. O mais curioso: FHC e Aécio Neves chamaram Dilma disso e daquilo, mas os mesmos proporam ou apoiaram projetos semelhantes:

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc17049811.htm

    http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=169108

    Hipocrisia pouca é bobagem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A política é podre desde 1500!!!!!!!!

      Excluir
  14. Tony querido, por que esse preconceito perene contra a "nova classe C"? Você sabia que classe C também frequenta a universidade e tem um mínimo de senso crítico? Um dos principais rostos dessa manifestação é classe C destilada: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2013/06/rosto-publico-do-mpl-mayara-vivian-abraca-causa-e-evita-fama-pessoal.html

    Você deve concordar comigo que ninguém deixou seu castelo no Alto Jardim Botânico ou no Jardim Guedala pra ir às ruas pedir mais educação, saúde e transporte públicos...

    Aproveitando, segue um pouco mais de conhecimento sobre esses milhões de brasileiros dos quais muito se fala mas pouco se conhece: http://www.sae.gov.br/novaclassemedia/?page_id=58

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando digo "nova classe C" estou me referindo às pessoas que tiveram seu poder aquisitivo ampliado desde os anos FHC (esta ascensnao não começou com Lula, que deu continuidade a muito da política econiomica do governo anterior).

      A "nova classe C" é tratada pela mídia como gente que está apenas interessada em comprar eletrodomésticos e realizar o sonho da casa própria, sem se preocupar com a corrupção ou a infeicácia dos governantes. Enquanto o dinheiro pingar no bolso, zuzo bem.

      Vimos que o país não é só isto.

      Ah, e conheço muita gente - mas muita gente mesmo - que mora em bairros bons e saiu às ruas. Gente que nem usa o transporte público e saiu para reclamar do aumento da passagem. Gente que não precisa de hopsital ou escola pública, e mesmo assim saiu.

      E não é só por solidariedade. É por causa do mau uso dos impostos. Eu (me incluo entre essa turma) e muitos outros estamos fartos de ver que o que pagamos ao erário (tem nego que paga quase metade do que ganha) não reverte em serviços públicos de qualidade.

      Eu podia estar sonegando, eu podia estar desviando dinheiro para as ilhas Cayman, mas no entanto estou pagando (este ano tive IR a pagar,que óóódio). E o que é que estão fazendo com meu rico dinheirinho? Hein? Hein?

      Excluir
    2. Apesar do meu comentário irônico sobre os muitos ricos, sei que tem classe média alta no meio das manifestações. Mas o que eu queria destacar é que também tem muito mais classe C do que você fez crer - inclusive no pequeno grupo que foi a faísca para isso tudo.

      Não acho que a classe C é a nova elite intelectual do país. Estou apenas te convidando a ver a coisa fora da limitada janela da mídia: nem todos eles são meros consumidores de eletrodomésticos e casa própria, estáticos diante da TV enquanto o circo pega fogo.

      A propósito, as próprias demandas das ruas são antes um retrato da classe C (informada mas nem tanto) do que dos demais cidadãos, supostamente bem informados e exigentes, que também participam dos protestos. Em vez de fazer pedidos de gente grande, como maior eficiência, transparência e controle no longo prazo, pede-se mais gasto público (acréscimo de 115 bi por ano até agora, segundo o Valor Econômico) e caça às bruxas (necessária, mas ineficaz por si só).

      Excluir