segunda-feira, 13 de maio de 2013

VOCÊ ESTÁ FICANDO COM SONO...

Danny Boyle ee excelente diretor, mas de que adianta isto quando o roteiro não é bom? "Em Transe" começa como mais um filme de roubo no mundo das artes, mas depois faz muita força para se transformar numa variante de "A Origem". Um leiloeiro leva uma pancada na cabeça ao tentar impedir o furto de um quadro de Goya; desmaia, é hospitalizado e, quando acorda, é torturado pelos bandidos para revelar onde escondeu a pintura. Sim, ele era cúmplice, e esta é só a primeira das ligações perigosas que o filme revela. Aos poucos a trama vai ficando mais complicada, e a hipnotizadora interpretada por Rosario Dwason - mais bonita do que nunca, e com intensa presença na tela - é um dos personagens mais mal escritos de toda a história do cinema. "Em Transe" não chega a ser chato por causa da montagem frenética, mas é uma bobagem pretensiosa e colossal. Em momento algum o filme conseguiu me sugestionar de que eu estava me divertindo.

2 comentários:

  1. O roteiro se perde demais, parece que ele quer intencionalmente complicar a história só pra poder "viajar" na direção. Mas a trilha é muito boa e tem uns planos maravilhosos com o uso de reflexos. Apesar de tudo me diverti bastante. E o James McAvoy e Vincent Cassel, SENHOR <3.

    ResponderExcluir
  2. Poxa. Tava animado pra ver esse filme. Gosto da forma como ele trata as profundidades da mente humana. Agora broxei.

    ResponderExcluir