terça-feira, 14 de maio de 2013

SEGURA O ROJÃO

Vou apertar, mas não vou acender agora. Não vou comemorar a decisão do CNJ de estender o casamento igualitário a todo o Brasil. Ainda não. Porque vivemos num país surrealista: quem garante que amanhã ou depois nossos queridos congressistas não vão criar uma lei proibindo-o em todo o território nacional, para todo o sempre? Joaquim Barbosa já avisou que isto seria um contrassenso, mas desde quando o Brasil faz sentido? Ainda mais agora, com os fundamentalistas convocando uma manifestação monstro (em todos sentidos) em Brasília, no dia 6 de junho. Uma das bandeiras dessa corja é "escolas sem homossexualidade" (que quer dizer exatamente o quê? Escolas sem "kit gay"? Sem professores gays? Sem alunos gays? Todas as alternativas anteriores?). Imagina o escarcéu que vão fazer por causa desta decisão (Malafaia já se manifestou, claro). E o PT, sempre tão a fins de amordaçar o Judiciário, é bem capaz de mandar a causa LGBT para a cucuia, como aliás já fez o governador do Distrito Federal. De qualquer forma, parabéns ao Jean Wyllys, ao João Mdna Junior e a todos os militantes que levaram essa questão até o CNJ. Vocês me representam!

9 comentários:

  1. Pois é concordo contigo, mas sejamos otimistas. Sempre. A balança da história está sim a nosso favor. E foi tão bom ler essa notícia e ver na mesma página um link dizendo que Minnesota se tornou mais um estado americano (3º em duas semanas) a autorizar o casamento gay. Sabe avançar, mesmo que aos poucos, é sempre melhor do que não avançar nada.

    ResponderExcluir
  2. Exatamente. Seria bom demais, se não fosse não no Brasil. País das grandes contradições. Li que a norma pode ser barrada pelo STJ. No entanto, se foi o próprio presidente do órgão que a criou e se foram os juízes desse tribunal que aprovaram por unanimidade a união estável em 2011, não vejo que agora eles a derrubem agora. O problema é esta bancada evangélica, que vai fazer de tudo para revogar tudo o que o judiciário aprova, já que o legislativo não funciona (e sabemos a razão disso).

    ResponderExcluir
  3. http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2013/05/14/frente-evangelica-diz-que-e-absurda-decisao-do-cnj.htm
    medo...

    ResponderExcluir
  4. Na época eu comentei isso. A decisão do STF não tem volta. É baseada no princípio da igualdade. E mesmo que tenha sido restrita só à união estável, acabou abrindo a porteira para todos os direitos. Afinal a própria constituição equipara união a casamento. Enquanto nosso congresso bunda mole não faz nada e acha um absurdo. Mas não há como aprovar lei que volte atrás na decisão do STJ. O CNJ só oficializou um dos desdobramentos daquela decisão.

    ResponderExcluir
  5. Congresso taí pra fazer lei sem pé nem cabeça. O STF está aí anulá-las. Que venha o Congresso, então.

    ResponderExcluir
  6. O resultado de todo esse conchavo do PT com os evangélicos será visto nas eleições de 2014. Se depender de boa parte do eleitorado gay esclarecido,Dilma e a corja do PT se ferrarão. Nunca vi "em toda a história deste país" partido mais autoritário e corrupto que esse PT. É o velho ditado: só se é revolucionário até chegar ao poder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa. Que memória curta pros anos FHC, hein?
      A escolha entre pt e psdb hoje em dia é quase "dos males, o menor"

      Excluir
    2. ainda falta a marina , meu caro , a marina ...

      Excluir
  7. É o velho ditado: só se é revolucionário até chegar ao poder. +1

    post incrível

    ResponderExcluir