quinta-feira, 9 de maio de 2013

DIZE-ME COM QUEM ANDAS

Estou curioso para ver como a prisão do pastor Marcos Pereira afeta a permanência do Infeliciano na CDH. Pode até vir a calhar: evangélicos, como se sabe, precisam de inimigos o tempo todo, e claro que já estão alegando "perseguição religiosa" e comparando o facínora a Jesus Cristo. Mas o caso de Marocs Pereira lembra o de outros acusados de estupros em série: durante anos a fio nenhuma das vítimas fala nada, até que uma finalmente toma coragem e o denuncia. Aí todas as outras denunciam também. O fascinante é que os preceitos da Adud (Assembleia de Deus dos Últimos Dias, a igreja de Marcos) são parecidos com os do Taliban: a Cleycianne publicou-os na íntegra, com a ressalva de que não se trata de piada. Também é muito esclarecedor este longo artigo de Leonardo Boff , que já está viralizando.

7 comentários:

  1. Pior!!! Ele mandava MATAR quem se arriscava a denunciá-lo.
    Todas as salvações dele foram armadas.
    São pelo menos 30 mulheres estupradas. Podendo haver mais 20.
    O inquérito ficou tão gordo que desmembraram. DOIS juízes decretaram a prisão preventiva dele.
    Nem mensaleiro, nem Belo vão conseguir fingir que isso é ijustiça dos homens.

    ResponderExcluir
  2. Ligações Perigosas
    Adivinha quem foi o convidado especial para pregar na Igreja do estuprador no último domingo?
    Adivinha com quem o estuprador passou a segunda-feira inteira reunido preparando sua defesa, já sabendo que no dia seguinte a casa ia cair?

    ResponderExcluir
  3. Tudo vai se virar contra estes dois vermes!!!! A sujeira virá por parte deles mesmos!!!!

    ResponderExcluir
  4. Não sei qual a melhor parte: Proibido ver TV, nós pastores temos programas na TV, mas não nos contaminamos. Proibido ler jornais e revistas, mas nós damos entrevistas para alcançar almas. Não ter plantas. Proibido tomar Coca-Cola. Proibido comer galinha ao molho pardo. Proibido usar preto e vermelho. Flamenguistas ficaram chatiados. Já estupro não é proibido, então...

    ResponderExcluir
  5. ah sinceramente, ando com uma preguiça enorme desses crentes. Ali na Consolação tem um cara que bota mesinha na calçada com um anúncio "coloque seu nome aqui para benção de prosperidade", e tinha uma mulher visivelmente pobre pagando para botar o nome na lista do sujeito. Por um instante eu tive pena dela, que além de pobre é burra, mas depois me veio uma náusea mesmo, e pensei que talvez gente assim mereça ser explorada. Olhem lá no blog do Feliciânus o monte de imbecis que o estão apoiando, e dizendo que a prisão desse bandido aí é realmente "perseguição religiosa". O povinho é fraco mesmo, nao tem jeito.

    ResponderExcluir
  6. Tem que prender também todos que sabiam e não fizeram nada, e não é pouca gente.

    ResponderExcluir
  7. O texto do Leonardo Boff é estarrecedor. Instrumentalização da religião evangélica. O que a sociedade ocidental levou séculos para conseguir diante dos padrões ditatoriais da Igreja Católica e suas intromissões no Estado e de repente os evangélicos estão tendo muito mais sucesso. Acho isso um baita retrocesso e espero que não seja tarde demais para a sociedade se atentar ao fato. E acho também que se a parada gay tivesse tom político e engajamento social ao invés de ser um belo carnaval, até a minha mãe que é evangélica iria participar, ah.. e eu também.

    ResponderExcluir