quarta-feira, 1 de maio de 2013

DE NOVE EM NOVE ANOS

"Antes do Amanhecer" foi lançado em 1995 e contava a história de um americano e uma francesa que se conhecem num trem em Viena. Os dois passam a noite perambulando pela cidade e acabam se apaixonando. Marcam um encontro para dali a seis meses. Em 2004 saiu "Antes do Anoitecer", onde descobrimos que ela faltou a encontro. Mas eles voltam a se cruzar, dessa vez em Paris, e finalmente resolvem ficar juntos. Essas duas comédias românticas ganharam mais uma continuação, "Antes da Meia-Noite", que estreia no Brasil em junho. A tarefa do diretor Richard Linklater é das mais ingratas: agora o casal vive junto há quase uma década, com duas filhas, contas a pagar e o desgaste do dia-a-dia. Mas pelo trailer dá para perceber que ainda sobra encantamento na vida dos dois, realçado por belíssimas paisagens na Grécia. Claro que eu acho que reconheço muitos lugares onde acabei de estar, o que só me aumenta a vontade de ver este filme.

11 comentários:

  1. Não vi nenhum dos dois anteriores, vale a pena Tony? Bjs

    ResponderExcluir
  2. O quê? Não viu?? Ponha-se daqui para fora e só volte depois de ter visto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkk, só vi o primeiro, de madrugada na Globo, foi quando me apaixonei por Ethan Hawke, que além desse filme fez Sociedade dos Poetas Mortos, Vivos e nada mais que merecesse crédito. É legal ver como ele está envelhecendo, tomara que fique um senhor bem charmoso.

      Excluir
  3. Tenho lido muitas críticas positivas, muitas dizendo que é melhor que o primeiro inclusive. Eu, pra dizer a verdade, discordo da maioria e prediro o segundo.
    De qualquer forma, já estou muito ansioso pelo filme.
    E sobre o q vc falou, de identificar muitas locações gregas graças a sua recente viagem, acho graça do fato de que justamente qnd a trilogia será lançada no Brasil estarei embarcando pra Europa onde, enfim conhecerei Viena.
    Adivinha qual filme despertou em mim essa imensa vontade de conhecer a cidade, sonho que alimento há tantos anos e enfim vou realizar? rs

    ResponderExcluir
  4. Ó Tony,não vi tambem e se realmente vale a pena,tô indo procurar por aí.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Eu não classificaria os filmes como "comédias românticas".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não são comédias românticas típicas, como muitas bobagens estreladas por Sandra Bullock ou Meg Ryan. Mas certamente são bem-humoradas, e muito mais realistas e verossímeis que as tais bobagens.

      Excluir
  6. Vocês acham que entre um casal de homens é impossível haver fidelidade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na minha opinião é impossível e oportunidades não faltam. O importante é saber acomodar isso no relacionamento, senão acaba mesmo.

      Acho que isso renderia um bom debate. Tem gente (a maioria) que acha traição inadmissível. Outras pessoas entendem que isso é natural e estabelecem as regras em torno do assunto.

      Excluir
  7. os 2 filmes são lindos, quase um threesome por conta da presença tão intimista de paris

    lembro q na época do 2o rolou uma coisa meio febre, com grupinhos de adoradores que filosofavam tudo, os filmes, o casal, o estilo da filmagem, e da cidade bien sur

    impossivel não ter vontade ou curiosidade de assistir o 3o. nao sabia q ele estava sendo produzido, fiquei feliz :)))


    ResponderExcluir
  8. Tony,o segundo não é Antes do Pôr do Sol?

    ResponderExcluir