sábado, 13 de abril de 2013

KEYIF

Encerramos ontem o longo trecho istambuliota da nossa viagem. Depois de seis intensos dias de muita festa e bateção de perna, atravessamos o Bósforo e agora estamos instalados num hotel à beira d'água, no lado asiático. Não há muito o que fazer por aqui além de provar o iogurte de Kanlica, considerado um dos melhores do mundo. Mesmo assim, inventamos programa e enfrentamos um trânsito horroroso em pleno sábado para visitar o pequeno palácio de Beylerbeyi, também conhecido como a fachada da casa do Mustafa Bey em "Salve Jorge". Agora estou largado sobre almofadas, e me sinto invadir por um sentimento tipicamente turco. É o keyif, de tradução tão difícil quando a nossa saudade. É mais do que preguiça: é languidez, torpor, estado de graça. Só por umas horas, porque daqui a pouco a maratona continua.

4 comentários:

  1. explica melhor o post!!! nao entendi...

    ResponderExcluir
  2. Aproveite bem curta bastante, aliás dá uma lida neste texto achei interessante, vale a leitura saiu na Folha.
    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/alexandrevidalporto/1262072-voce-viu-um-homossexual-por-ai.shtml

    ResponderExcluir
  3. Eu te perco um instantinho de vista e você já está gloriaperezando por aí.

    ResponderExcluir