sábado, 20 de abril de 2013

JÁ TOMOU RETSINA?

Os gregos detestam admitir, mas a influência turca na cultura deles é imensa. Hoje, ouvindo a rádio de Creta, parecia que estávamos sintonizando Istambul: só quando alguém começava a cantar em grego é que percebíamos que a música vinha do lado de cá do mar Egeu. A culinária também é extremamente oriental, das entradinhas conhecidas como mezedés (que na Turquia se chamam mezés) ao ouzo, a aguardente com sabor de anis que é o mesmíssimo raki dos turcos. Mas há uma bebida que só existe aqui na Grécia: o retsina, ou vinho resinoso. A aparência é a de um vinho branco comum, mas o sabor, ao primeiro gole, é de coisa velha ou estragada. Tudo por causa da resina de pinheiro usada para selar as garrafas, uma técnica pré-rolha que data de antes de Cristo. Confesso que a primeira garrafa foi árdua de tomar. A segunda nem tanto. Vou me afundar na terceira?

2 comentários:

  1. aqui mermo eu bebo; aqui mermo eu caio, êÊÊÊta

    ResponderExcluir
  2. Tem umas bees aqui que só devem entender de leucina, isoleucina e valina...

    ResponderExcluir