segunda-feira, 8 de abril de 2013

FOI SÓ EU VIRAR AS COSTAS

Saí do Brasil na madrugada de sexta para sábado, antes das revistas "Época" e "Veja" chegarem às bancas. Mas embarquei sabendo das capas de ambas, que já estavam pipocando no Facebook. Tentei ler as matérias pela internet daqui da Turquia, mas não consegui: alguém tem um link bacana? Imagino que estejam para lá de simpatizantes, apesar do site da "Veja" contar com aquele blog que exala pus, o do Reinaldo Azevedo (não tive estômago para ler). Dessa vez, não sou eu quem vai comentar as reportagens: conta aí para mim o que você achou nos comentários. E, se você morar em SP e for uma alma especialmente caridosa, compra as revistas para mim? Trago uma caixinha de lokum para você.

34 comentários:

  1. http://cemhomens.com/2013/04/o-pessoal-e-politico/

    ResponderExcluir
  2. Parece que a Veja tá um horror de homofobia.

    ResponderExcluir
  3. Acho que você precisará ir até a Capadocia para usar o notebook do neto do Silvio Santos na caverna do Ziah.

    ResponderExcluir
  4. Está um agito só por aqui. Ontem no Faustão, a Livia deu uma seringada na jugular do Infelicianus. Ele perguntou o que ela achou da declaração da Daniela Mercury. Resposta: "Achei maravilhoso. Acho que as pessoas têm a liberdade de amar quem elas quiserem. Temos que falar sobre isso sim. Então adorei a iniciativa da Daniela, que é uma mãe maravilhosa, uma cantora maravilhosa. É fácil julgar quando a pessoa não viveu ou QUANDO QUERIA VIVER E NÃO TEVE CORAGEM. Está sempre aparecendo alguém para falar absurdos", afirmou, referindo-se a Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara.

    ResponderExcluir
  5. Achei a matéria da Veja bastante cautelosa, mas no fim das contas razoavelmente positiva. Foi didática ao colocar fotos de manifestações de mulheres pelo direito ao voto, na década 20 do século passado, em NY, bem como de uma passeata de beatas cariocas contra o divórcio, recém-aprovado no Brasil, em 1977. A matéria da Época ainda não li. Abs, Affonso

    ResponderExcluir
  6. Mesmo que vc goste da matéria, não acho de bom tom vc ser simpático com VEJA. Não pega bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não li, mas pelo que as pessoas estão falando acho que não vou gostar mesmo...

      E quanto a ser simpático com a Veja, eu sou que nem a Daniela: independente, não deixo que ninguém faça a minha cabeça.

      Daniela rules!

      Excluir
    2. Tem biba que não sei se está contente com o pouco que tem e tem medo de perder, por isso se incomoda com possíveis mudanças ou tem o recalque de que a nova geração consiga aproveitar benefícios conquistas que ela não usufruiu na juventude. Tomara que seja a primeira alternativa, pois o medo de mudanças é uma característica comum na geração baby boomers. Exalar recalque é muito feio e chato, muito chato!

      Excluir
  7. Engraçado, Tony Goes, como vc é importante pra minha saída do armário. Foi assistindo "não gosto dos meninos", com depoimentos seus, que resolvi ser feliz...
    Sobre a reportagem, tenho a assinatura da Época e, em resumo, faz-se um comparativo entre os outings brasileiros e do exterior, especialmente EUA e Inglaterra, de como muitos artistas ainda não saíram, por receio, de como as empresas estrangeiras vêem o apoio à causa como nova estratégia de engajamento, para além da (já) unanimidade da sustentabilidade, de como algumas empresas brasileiras ainda engatinham [mas, ao menos já engatinham] no mesmo sentido... achei interessante a revista mostrar que o brasileiro está mostrando um perfil próprio de militância civil, que vem "saindo do armário" com mais força nos últimos tempos. essas palavras não aparecem na revista, mas foi o que ficou na mente após ler...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ouço isto e fico emocionado. Sério. Muita gente já me disse a mesma coisa, e eu acho que o "não Gosto dos Meninos" foi das coisas mais legais que eu e muita gente fizemos na vida. Obrigado! E bola pra frente. "Bon courage"!

      Excluir
  8. Tony, o Infeliciano hoje disse que foi Deus que matou John Lennon e tbm foi Deus que fulminou os Mamonas....John Lennin por que se achava Deus, e Mamonas porque deseducavam as crianças

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EWu vi a matéria na internet... Quero só ver o que ele vai dizer quando algum evangélico morrer de repente.

      Ah, já sei: "Deus chamou", "estava faltanto um anjo no céu"...

      Excluir
    2. Boa rsrsrsrrsrs!!!!!!!!!!

      Excluir
  9. http://extra.globo.com/noticias/brasil/em-video-feliciano-diz-que-deus-teria-matado-john-lennon-mamonas-assassinas-8056316.html

    ResponderExcluir
  10. Olha essa Tony.....que imbecilidade:
    http://extra.globo.com/noticias/brasil/em-video-feliciano-diz-que-deus-teria-matado-john-lennon-mamonas-assassinas-8056316.html

    ResponderExcluir
  11. A matéria da VEJA estava bastante racional(o que para mim é ótimo e para eles significa que eles são muito inteligentes e todo o restante é bastante estúpido), até chegar no penúltimo parágrafo e eles endossarem que muitas pessoas que são contra ao casamento igualitário, assim são, devido ao crédulo de que um dos motivos sacramentados do casamento seria a procriação, citando um comentário, para lá de imbecil, do ator Jeremy Irons(Que decepção!).
    No entanto, a conclusão final da matéria é realmente positiva, até porque, a VEJA dialoga com um amplo público não simpatizante.

    ResponderExcluir
  12. ei tony é verdade que os homens da turquia são mesmo todos naturalmente masculos sensuais e peludihos? como é que tá o grindr aih?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem MUITO veado por aqui. Como em qualquer lugar, aliás.

      Excluir
  13. Passado com o trecho destacado no blog pelo Anônimo. Quem foi o animal que escreveu a reportagem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também custo a acreditar. Mais um motivo para boicotarmos a Veja forever and ever.

      Excluir
  14. Nossa mas a Turquia está no auge mesmo, até o Tony foi, aproveite bem heim. A novela pode até não ter emplacado, mas a Turquia está recebendo levas de turista brasileiros. Quanto a revista não li não, como tudo têm um começo, tenho certeza que virão novidades futuras, outros terão coragem!!!

    ResponderExcluir
  15. Mas foi linda a entrevista da Daniela para o Fantástico, com direito a uma reportagem incrível sobre famílias homoparentais.
    Com direito a sorrisos e olhares de aprovação no final da Renata Ceribelli e do outro repórter gatinho que eu não sei o nome...
    Bravo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei que o irmão do basqueteiro Oscar Schmith, ao contrário da Ceribelli ficou meio constrangido e até engasgou algo que não deu para entender o que era.

      Excluir
  16. olha tony, apesar das lâmpadas, do xingamentos, do número de gays assassinados todo dia, acho que ser gay é o novo "black is beautiful" já há alguns pares de anos. assim como os brancos passaram anos fazendo permanente para imitar o novo super cabelo black, heteros andam por aí com roupas maxi-coladas, falando pajubá, etc. há gente assumida no rádio, na tv, nas revistas, no clube, na praia, no supermercado, na fármacia. em lugares bem do interior acontecem concursos como miss gay. "discreto" é uma coisa que só 'se usa' agora nas páginas do disponível( se é que ele ainda ekziste).
    hoje é feio se dizer que odeia gays, que quer que mudem de "opção". é descolado dizer se que tem amigos gays, que adora o cabeleireiro e que tem um gay na família (que todo mundo ama...). acho que sim rola um gay power, ainda que grande parte das pessoas nem se tenha dado conta disso. e tal qual outras minorias, os preconceitos vão continuar, mas quem os tiver( muuuuitos, com certeza)cada dia mais vai ter que nos engolir, nem que seja a seco.

    ResponderExcluir
  17. acho as matérias da veja muito bem escritas. entre as revistas semanais nacionas, disparado a melhor. e sem erros de português, o q se acha demais nas outras.

    claro q tendo vários articulistas - uns bons, outros nem tanto -, aparecem artigos lamentáveis como o da cabra. mas no geral, é a melhor brasileira, imho.

    ResponderExcluir
  18. "O reconhecimento do direito dos homossexuais perante as leis é, portanto, apenas um aspecto de uma questão social de consequências ainda não totalmente conhecidas." (Veja) Que consequências seriam essas? Um guerra civil? A destruição da família? Saunas gays públicas?
    Realmente, se a Veja é a melhor revista brasileira atual, estamos lascados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é o jeito uma no cravo uma na ferradura da Veja dar uma notícia da qual não gosta. Por outro lado, a Carta Capital também não questiona os recuos do governo nestes dois anos...

      Excluir
  19. Tony, postei as caps das revistas sábado à noite no Face. Pensando que eu iria ser ms rápido do que vc no post. Não imaginei que, na verdade estava querendo ( e tive) a sua coragem de falar que, sendo gay, tenho o direito de ser feliz e de expressar essa felicidade sem medo. Obrigado cara. Lia vc esvrecendo "Meu marido" e ficava um pouco íntido diante de tal declaração,ms agora fico orgulhoso. Sou gay, tenho um namorado que eu amo muuuito, minha família m respeita e apóia, e tenho em vc um referência de alguém que, como eu, é muito mais, muito mais do que rótulos.
    Flaviano M
    Beijão

    ResponderExcluir
  20. Quero ver dois homens na capa...duvido!

    ResponderExcluir
  21. Ainda vai levar um tempo... Uruguai é o segundo depois da Argentina a equiparar união homoafetiva, e o Brasil hein?

    ResponderExcluir
  22. Comprei as duas, ainda não li a da Época (que deve ser bem simpatizante como atualmente o grupo Globo.) A da Veja, depois daquele desastre do Guzzo em dezembro, das páginas amarelas com Feliciano e das colunas idiotas do Reinaldo Azevedo, saiu melhor que a encomenda. É assim um "gato subiu no telhado", assumindo a inevitabilidade do casamento gay. Coloca algumas coisas forçadas, como uma existência de militância agressiva que nunca vi (sem citar exemplos) Mas tá na cara que o PSDB vai apoiar o C.G., afinal se expressa por essas revistas...

    ResponderExcluir
  23. Cara você só não quer é confessar, mas sai logo do armário e se assuma e por favor, deixei as suas críticas tendenciosas para o grupo LGBT. Vivemos a DITADURA GAY, mas o tempo dirá quem estava com a razão, e tenho pena do resultado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, você acha que eu ESTOU NO ARMÁRIO, seu imbecil?

      Você não sabe ler?

      O tempo já está dizendo quem está com a razão: o casamento gay já existe na Holanda há mais de 10 anos, e a sociedade continua de pé. E está se espalhando por cada vez mais países.

      Asnos como você é que vão para a lata de lixo da história. Aliás, no lixo você já está.

      Excluir