sexta-feira, 5 de abril de 2013

ALÉM DOS AVIÕES DE CARREIRA

Estou com a nítida sensação de que dobramos uma esquina. Esse momento já vinha se anunciando há algum tempo. Talvez tenha começado com a gritaria em torno do Bolsonazi. Depois ganhou impulso com a reação ao infame artigo das cabras assinado por J. R. Guzzo na "Veja", em novembro do ano passado - tão forte que a própria revista se surpreendeu. E agora se cristalizou, com a indicação do Infeliciano à presidência da CDH, as trapalhadas de Joelma e a explosão do amor de Daniela Mercury. Sim, é óbvio que o pastor-deputado está se beneficiando desse escândalo todo, e será reeleito com votação recorde no ano que vem. Virou uma figura de projeção nacional. Mas só celerados como Burraquel Burrahazade ou Mala-sem alça-faia saíram em sua defesa (este último, em artigo na "Folha" de hoje, onde repete a barbaridade que seu colega não é homofóbico ou racista só porque nunca matou nenhum gay ou negro). De repente, finalmente, uma parede de celebridades se ergueu, juntando-se ao coro dos revoltados nas redes sociais. E não foi só isto, e não foi só aqui. Há algo de novo no ar, além dos aviões de carreira. Quem não se emocionou com o Magic Johnson defendendo o filho gay? Além disso, o fato da Suprema Corte americana estar examinando a constitucionalidade das proibições estaduais ao casamento igualitário provocou uma maré vermelha nos ícones do Facebook, e contagiou várias empresas. Inclusive brasileiras: Itaú, Ponto Frio, Lacta, a lista aumenta todos os dias. Ontem foi a vez da rede Mercure, que numa simples resposta ao Rafinha Bastos (para variar, ele não percebeu para onde o vento sopra), se transformou na cadeia de hotéis mais cool do mundo. Os preconceituosos estão atordoados com essa mudança tão rápida, e revelando-se em lugares inesperados. Vi uma bicha supostamente moderna dizendo que os protestos contra os fundamentalistas "já encheram", e uma amiga hétero reclamando que Daniela "expõe demais sua intimidade" (se a cantora tivesse apresentado um novo namorado, ninguém daria a mínima). Azar deles: o bonde da história não para duas vezes no mesmo ponto.

27 comentários:

  1. Tony,
    A bicha supostamente "moderna", mas alienada, mande-a pastar. E a amiga obtusa, coloque-a no congelador da amizade. Eles merecem. E se merecem.
    Abs,
    Milton.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, pelo contrário: gosto de ambos e continuo conversando com eles.

      Ah, o infinito poder das palavras!

      Excluir
    2. Acho que isso é falta de sexo (de ambos os amigos). Fale que eu disse isso. Bjs

      Excluir
    3. Joaninha e a palavra da especialista no assunto.

      Excluir
    4. Anônima invejosa do charme e pers.pica.cia do João.

      Excluir
    5. Rsrs obrigado, Anônimo #3

      Anônimo #2, vc sabe o que acho de vc, né?

      Excluir
    6. Joāo ... Chata .... Zzzzroiinc !

      Anônimo 4

      Excluir
  2. Ah... Feliciano...
    Seu síndico de campo de concentração.
    Obrigado !
    Você é o esterco que está fazendo crescer a consciência da nossa cidadania na cabeça das pessoas.

    ResponderExcluir
  3. Hoje consegui uma ação mínima, mas fiquei feliz.

    Meu tio postou no Facebook uma afirmação falsa do Jean Wyllis, em que ele supostamente teria dito: "A Bíblia é uma mentira e quem acredita nela são palhaços!", e embaixo pediam a cassação dele por causa disso.

    Consegui pegar isso no ato, e pelo chat convencer o meu tio de eliminar este post, que era mentira, parte da campanha de difamação contra o Jean, etc.

    Óbvio que isso é um grãozinho de areia, que não vai acabar com esta campanha, mas já é algo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns AliKerouak pela sua postura. Digna de um ser humano e de um verdadeiro cidadão!!!

      Excluir
  4. Hola Tony !!! você têm toda razão...venho observando desde fora esse movimento e as redes sociais são a prova cabal de tudo isso. Felicianos e Malafaia serão soterrados pelo Tsunami de mudanças que está movendo o mundo inteiro. Nem tudo está perdido !! Los Hermanos do Uruguay por exemplo !!! As empresas privadas dando seu apoio, entendendo finalmente que todos somos pessoas e clientes !!! O mundo gira e a sociedade avança. E quanto aos homofóbicos...Me dá vontade de Beber Água de Valencia con Mesca oliendo al culo de Miguel Angel Silvestre !!!! Saludos desde Tenerife.
    PS: já leu a sandice que disse Jeremy Irons ??? " Está Loca Carmela ??" jajajajajaj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente, que Diabo foi que o Jeremy falou, que tá todo mundo comentando no blog do Tony? Era só o que me faltava um dos homens mais charmosos do mundo, da terra de Sir Ian Mackellen, nos decepcionar!

      Excluir
    2. Jeremy Irons falou, entre outros absurdos, que o casamento gay permitirá que um pai se case com o filho. Porque, como todo mundo sabe, o casamento hétero permite que uma mãe se case com o filho.

      Mais aqui:

      http://www.publico.pt/sociedade/noticia/jeremy-irons-diz-que-casamento-homossexual-pode-abrir-a-porta-ao-incesto-1590311

      Excluir
    3. e eu que sempre achei que o jeremy irons levava um jeitinho e tanto...

      Excluir
  5. Tony, além de tudo que você enumerou aqui, houve os casos do menino que levou a lâmpada na cabeça e aquele mais recente, do estudante de direito. Acho que parte da sensibilização pública começou aí.

    e quanto mais o infeliciano se expõe, mais gente se dá conta de que existe injustição contra os gays. Acho que nem o Jean Willys, com seu esforço e dedicação gigantescos, conseguiu avançar tanto a nossa causa em tão pouco tempo. Obrigado pelo apoio, SEU TROUXA!!!

    ivan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a atenção da população começou mesmo com o caso do pai e filho espancados. Isso mostrou a falta de lógica da homofobia. Até este momento era tudo "normal"

      Excluir
  6. Antes de ver a atualização do seu blog, que ando fazendo diariamente, afinal todo dia há uma grande novidade no ar, estava assistindo o SEM FRONTEIRAS, na GloboNews, que tratava exatamente da luta pelo casamento gay no mundo, especificamente EUA, França, Inglaterra e Brasil.

    Mas sobre quem defende o Feliciano, destacaria dois textos do Reinaldo Azevedo: http://migre.me/dZH2o ("Gays estão sendo usados como massa de manobra para projeto que busca solapar a democracia representativa; esta é apenas uma etapa da “luta”; no fim do túnel, está o “controle da mídia”. Então vamos ver") e http://migre.me/dZH6L ("A imprensa brasileira, com medo da regulação e assediada por patrulhas internas e externas, está se tornando uma agente da ditadura do falso consenso: emburrece o debate, sataniza a divergência e lincha pessoas por delito de opinião. Ou: Beijo na boca não pode ser a outra forma do escarro").

    ResponderExcluir
  7. Bichas pseudo modernas: preguiça é o que tenho de vcs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então contribui, fofa. O que te causa tanta preguiça? Será que não é a sua cabecinha que não consegue acompanhar um assunto mais complicado?

      Excluir
  8. e porque não citar a recém criada seção iGay da iG (http://igay.ig.com.br/). Me lembro uma vez que vc reclamou da linha editorial patética adotada pela Folha e o iG dá um passo a frente se posicionando de uma maneira inteligente, demonstrando todo seu apoio.
    Vale ressaltar que essa atitude vai na contramão do que a Uol fez ano passado, desativando sua respectiva seção.

    ResponderExcluir
  9. Tony, acho que estou meio desatualizado. O que vc quis dizer com: 'o fato da Suprema Corte americana estar examinando a constitucionalidade das proibições estaduais ao casamento igualitário provocou uma maré vermelha nos ícones do Facebook, e contagiou várias empresas. Inclusive brasileiras: Itaú, Ponto Frio, Lacta, a lista aumenta todos os dias'?
    Grato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. Deixa que eu respondo. Trata-se da discussão sobre a validade do casamento entre pessoas do mesmo sexo. Algo parecido com o que aconteceu por aqui no Supremo Tribunal Federal em 2011. E também sobre o símbolo vermelho de igualdade, ícone da campanha do casamento igualitário.

      Mais informações aqui:

      http://g1.globo.com/mundo/noticia/2013/03/suprema-corte-dos-eua-discute-casamento-gay-pela-1-vez.html

      http://www.homorrealidade.com.br/2013/03/cinco-marcas-que-apoiam-o-casamento-gay.html

      http://www.homorrealidade.com.br/2013/03/empresas-brasileiras-tambem-adotam.html

      Excluir
  10. O momento lembra a reta final de um filme em que todos os acontecimentos se precipitam na direção de um inevitável happy end.
    Mas é preciso entender que o Feliciano, um brasileiro carente de tratamento psiquiátrico, é bode espiatório na história.
    O problema é nossa sociedade permitir que um desequilibrado mental se torne guru religioso e líder de massas [lembrar Jim Jones, o pastor evangélico americano que levou mais de 900 seguidores ao suicídio coletivo na Guiana].
    O grande problema é nosso sistema político todo baseado em nefastas transações por trás dos panos [e já também pela frente dos mesmos], que coloca um degenerado em cargo relevante do Poder Legislativo. E, se esse caso tornou-se escandaloso pela extrema desfaçatez do galã metrosexual em Cristo, outras centenas de acertos permanecem nas sombras.
    E se, como disse acima o ((Adriano)), o Feliciano é o 'esterco que faz crescer a consciência de nossa cidadania', temos que bradar 'Viva o esterco! Louvor ao esterco!' e esperar uma ação prolongada na direção de Sarneys, Renan, Alves...

    Jean Wyllis
    Deu no Globo, 05.04.13, que a bancada evangélica está enlouquecida em busca de retaliação contra os deputados que se colocaram firmes contra Feliciano. Estão montando dossiês relatando possiveis falhas éticas passadas e vão representar contra todos. O grande alvo da turba é Jean Wyllis, mas, para seu desespero, nada encontraram até agora que pudesse ser usado.
    Parece que esse bahiano arretado resiste até a macumba de evangélico...

    ResponderExcluir
  11. Gayvota Aço-Inox7 de abril de 2013 00:00

    Feliz de estar no bonde da historia certo na hora e lugar certos. Estes dias agitados me lembram eu na rua e de carinha pintada no impeachment do Collor lá em 1992, sem duvida nada será como antes, cada dia mais união gay fará parte da pauta de discussões do dia, quem não gostar vai ter de se mudar pra Marte.

    ResponderExcluir