terça-feira, 26 de março de 2013

ONDE DÓI MAIS

Lech Walesa está descobrindo como é ruim ser homofóbico no lugar mais doloroso possível: seu bolso. O ex-líder do movimento Solidariedade (que foi fundamental para derrubar o comunismo na Polônia) e ex-presidente de seu país teve duas palestras canceladas nos Estados Unidos por causa de suas declarações contra os gays na semana passada. A fala de Walesa não trouxe nenhuma novidade: ele é católico fervoroso e, como muitos eslavos de sua geração, tem ojeriza a qualquer desvio do padrão heteronormativo. Mas os tempos são outros, e babacas como ele estão percebendo que não podem mais falar merda sem sofrer as consequências. Cada uma das palestras canceladas lhe renderia 70 mil dólares... Sem ver a cor do dim-dim, ele agora se diz "perseguido e castigado" pelos malvados gays, a cantilena típica dos preconceituosos que se sentem tolhidos em sua "liberdade de expressão". Pois eu digo: bem-vindo ao século 21. E fica esperto, porque ainda dá para tomar de volta seu Nobel da Paz.

14 comentários:

  1. E pensar que eu tinha uma leve admiração por ele por causa do Solidariedade. Mas passou.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o Daniel e eu também, o tempo passa e nos decepcionamos com as pessoas e como!!!!

    ResponderExcluir
  3. Quem dera que TODOS os que falassem ignorancias fossem castigados de verdade pela sociedade. Mas estamos caminhando para isso, é verdade. Extremamente lento mas caminhando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não ia sobrar ninguem nas redes sociais. Aqui nos coments do TG então

      Excluir
  4. Tony, já ouviu falar de The Americans, do FX? Estou viciado.

    ResponderExcluir
  5. Tony,quero te agradecer por tanta informações bacanas.Pessoas como
    voce são importantes prá todos nós.Teu blog é um dos mais interessantes que conheço....embora não conheça tantos outros.
    Continua,que tá bom prá caramba!
    um grande abraço

    ResponderExcluir
  6. já há um movimento para trocar o nome da rua que o homenageia em São Francisco. Já aqui no nosso civilizado Brasil, a diferença entre discurso de ódio é liberdade de expressão ainda não foi descoberta.

    ResponderExcluir
  7. Walesa tem todo o direito de não gostar de gays, assim como é possível não gostar de evangélicos, naturebas, vegetarianos, comunistas ou coisa que o valha. Só que tem que ter a hombridade de arcar com as consequências disso.
    Quem não sabe brincar, não desce no playground.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hombridade? Se dizer perseguido e castigado por gays é muito covarde. Quem diz as coisas que ele disse tem que se articular pra se defender ou então calar a boca.

      Excluir
    2. Fárlley: evangélicos, naturebas, vegetarianos e comunistas são o que são por que ESCOLEHRAM ser assim.

      Ninguém escolhe ser homossexual. A pesso nasce ou até se torna gay ao longo da vida, mas nunca por livre e espontânea vontade.

      "Não gostar" de gays, portanto, é euqivalente a não gostar de pretos, brancos, louros, altos, gordos, narigudos...

      E hombridade implica em honradez. Walesa acabou de jogar a dele no lixo.

      Excluir
    3. Será que não deu pra entender que eu quis dizer que ele não demonstrou hombridade?

      Excluir
    4. Tem razão. Falha minha. Sorry.

      Excluir
  8. Estive na Polonia ha alguns meses atras, e obviamente decidi conhecer a cena gay de la. Decidi ir numa boate que me indicaram, e logo quando cheguei na suposta festa, deparei-me com uma fabrica abandonada. Na entrada do lugar, havia uma placa que indicava o nome da balada iluminado por uma luz fraca, tive a impressão de que aquilo era proposital: somente os que pertenciam à 'irmandade' prestariam atenção aos minimos detalhes para reconhecer um lugar tão 'escondido'. Apesar do choque, decidi entrar. Logo estava eu descendo uma escada interminavel para chegar em uma espécia de porão onde estava acontecendo a festa que, por sinal, fervou bastante aquela noite. Porém, fiquei intrigado, me sentia numa espécie de clube secreto. Sim, existem lugares piores que o Brasil em questão de homofobia. Bom, nao posso dizer isso com tanta clareza porque sou de SP, mesmo assim, Varsovia (uma das principais capitais europeias) ainda esta anos luz do que conseguimos em SP.

    ResponderExcluir
  9. eu juro que li Waleska rsrsrsr

    ResponderExcluir