quinta-feira, 7 de março de 2013

INSIGNIFICA?

Não adiantou a gritaria nas redes sociais, nem a dos manifestantes no plenário. Não adiantou os deputados do PT se retirarem, para ninguém ter dúvida que eles não votaram em Marco Feliciano. Não adiantou nada: o pastor racista e homofóbico é o novo presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, uma situação tão estapafúrdia que parece tirada de uma peça de Ionesco. Mas agora penso cá com meus botões: essa CDH serve mesmo para alguma coisa? Porque o PT abriu mão dela. O partido poderia muito bem continuar no comando dessa comissão, como continuou no de outras que considera importante. Mas preferiu usá-la como moeda de troca com os partidos pequenos que compõem a base governista, como esse famigerado PSC. Corrijam-me se eu estiver enganado, mas tenho a sensação de que a CDH anda tão insignificante que só ontem muita gente (tipo eu) ouviu falar pela primeira vez de seu antigo presidente, o maranhense Domingos Dutra - que é negro e renunciou ao cargo pouco antes da eleição de Feliciano. Bom, insignifcante ou não, o fato é que houve um desgaste político considerável para o governo, que provavelmente não esperava tanta balbúrdia. Feliciano sobe ao posto com o apoio de todos os reaças do Brasil (o PSC fez questão de manter sua candidatura, para atrair esse eleitorado ainda forte), mas também sob o escárnio nacional, depois que o vídeo em que pede a senha do cartão de um fiel viralizou. Que seu reinado seja breve.

34 comentários:

  1. Se vender pro PMDB é compreensível, afinal o partido é enorme. Agora, pro PSC? WTF?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pasta foi oferecida ao PMDB, que rejeitou.

      Excluir
  2. Importâncie efetiva ou não, tem uma enorme importância simbólica o fato. Ah, e esse post ficou meio "Não queria mesmo as uvas, elas parecem verdes"... Inté

    ResponderExcluir
  3. O fato de ninguém saber o nome do presidente anterior é bom - afinal, na política brasileira notoriedade normalmente advém do malfeito. Fazendo-se um levantamento dos trending names da política na última semana vamos chegar a Renan, Marco Feliciano, Sarney e Zé Dirceu. Significa muito.

    ResponderExcluir
  4. depende do que vc chama de "importante". Acarreta poder econômico? Não. Talvez por isso o PT tenha negociado. Mas dê uma olhada nas coisas que estão em discussão por lá: http://www.camara.gov.br/sileg/Prop_lista.asp?OrgaoOrigem=todos&Comissao=2007&Situacao=-1
    Para quem é negro, indígena, mulher, gay, sem-terra e outros tantos, é mais do que importante, sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafa, Luciano, Ivan: tínhamos que estar todos mais atentos à CDH. Precisou estourar esse caso para muita gente (tipo eu, assumo) reparar na existência da comissão.

      A importância simbólica do caso é ENORME, talvez maior do que a política. Não duvido que o PT (ou pelo menos os setores do partido que realmente se importam com a causa LGBT) esteja arrependido de ter aberto mão da CDH. Agora é tarde.

      Excluir
    2. Tony, eu ainda acho que não é tarde. Se houver uma pressão tão grande que ele venha a renunciar, o recado estará dado.

      Excluir
  5. Um estrangeiro que se aventure a ler os jornalistas brasileiros, chegará facilmente à conclusão que o PT é o único partido adulto do país, o único responsavel, o único a que se cobra, o único exigido. Os demais PSDB, PMDB, DEM, PSC, PDT por serem essencialmente antiéticos, corrompidos e fisiologicos nada se cobra.. nada se responsabiliza, nada se espera..

    Note-se que se criou ontem no plenário a mesma gritaria vivida pela turne teatral de Yoani no Brasil, a ponto do presidente da Camara expulsar os manifestantes LGBT, e os partidários do pastor terem a cara de pau de alegarem serem vitimas de religiofobia.

    O ponto é o seguinte: Jean Wyllis e os demais manifestantes ao exercerem a liberdade de expressão de protestar no plenário também foram proto-fascistas, ridículos, imbecis e dignos de pena, como os manifestantes que vaiaram a Yoani ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os manifestantes contra a Yoani perseguiram-na por quase todos os lugares onde ela foi no Brasil. O ridículo da situação é que não poderiam fazer o mesmo em Cuba.

      Agora, aqui no Brasil temos mesmo uma certa tendência a mandar quem discorda da gente a calar a boca. Já fiz até um post a respeito. Faz parte do nosso DNA machista-patriarcal-português-etc. Ainda somos uma democracia bem imatura. Não temos tradição de debate. Todo mundo acha que pode ganhar no grito, do Malafaia às ONGs contra Marco Feliciano. E muitas vezes ganham mesmo.

      Excluir
    2. Menos Tony, os manifestantes contra Yoani não foram as mesmas pessoas em cada cidade, ela não foi perseguida de ônibus e avião pelo país.

      Infelizmente é muito raro conquistas de direitos civis serem conquistadas com debate, a quase totalidade foi com muita garra e luta mesmo, desde a Revolução Francesa ate Stonewall, e eu e você somos muito gratos e devedores a esses corajosos individuos.

      E se voce iguala os manifestantes contra Yoani aos manifestantes contra o Pastor Feliciano, usando as suas proprias palabras, então voce acaba de definir o deputado Jean Wyllis como "pro-fascista", "ridículo", "imbecil" e "digno de pena".

      Excluir
    3. Você está colocando palavras na minha boca e tirando conclusões que não refletem o que eu penso.

      E quem colocou na mesma frase os manifestantes contra Yoani e os manifestantes contra Marco Feliciano foi você.

      Excluir
    4. De modo nenhum Tony, aquelas foram exatamente as palavras que voce usou para designar os manifestantes no post "Romanticos de Cuba". Pode ir lá e verificar.

      Excluir
    5. Bleu Indigo, antes de mais nada: ridículo e infantil é alguém APOIAR o regime cubano, que é um fracasso econômico e coíbe inúmeras liberdades. Acho ridículo alguém apoiá-lo ainda hoje, contra todas as evidências. Sim, há avanços inegáveis, mas a que preço?

      Você viu que aquele jovem comunista que questionou a lentidão da internet no país agora se tornou dissidente?

      Os manifestantes anti-Yoani partiram até mesmo para a agressnao física, o que é indamissível contra qualquer pessoa. Invadiram palestras e sessões de autógrafo. E acabaram contribuindo para divulgar muito mais a presença dela no Brasil, hahahaha.

      Os manifestantes anti-Feliciano estão no Congresso, que é o lugar das discussões políticas - mesmo as acaloradas. Desculpe, não são a mesma coisa.

      Excluir
    6. foco, gente, foco.

      Bleu Indigo, a Yoni já se foi. Vamos deixá-la pra lá e cuidar do Feliciano.

      Excluir
    7. Eu concordo. Enquanto a gente se perde em discussões de disse-não-disse, os evangélicos se unem e tomam o poder.

      Excluir
    8. OK, me desculpem, mas só para terminar: Não defendo Cuba, mas o direito de expressao dos manifestantes. Sabemos que houve agressoes entre seguranças na ocasião do Pastor Feliciano ( https://www.youtube.com/watch?v=1RqT9kMkI5g ), mas ignoro qualquer agressao fisica na turne da Yoani. Como, onde, quando ficarei sem saber uma vez que o assunto parece ter se estendido demais. Boa noite para todos..

      Excluir
    9. Yoani levou socos e teve o cabelo puxado em Feira de Santana. Aí já é um pouco demais, não?

      Tá certo que é fácil puxar aquele cabelo...

      Excluir
    10. KKkkkkkkkkkkkkkkk nem soube disso dos puxavantes,kkkkk se soubesse dava também uns bons crocs kkkkkk
      Luto por uma América do Sul comunista,beibe

      Excluir
    11. Vai lutando que vai dar suuuuuper certo. Comunismo is the new black.

      Excluir
  6. Tony,

    Vc não se indignou com a postura dos outros partidos ditos progressistas ( PCdoB, PSDB, PSB) q cederam suas vagas na comissão para viabilizar a candidatura do dito cujo ??

    Acompanhei a sessão, e não vi nenhum parlamentar destas legendas protestando contra a indicação do Feliciano.

    Será q só o PT e PSOL tem o dever te proteger as minorias, ou melhor, são os únicos que defendem ??

    O PT errou feio ao abrir mão da comissão, justamente de um tema identificado ao partido. Quanto a isso não há dúvida.

    Mas me pergunto:

    muita gente tem ódio do pt, do psol, enfim, ódio da "esquerda", não voltaram no partido e agora cobram uma posição. Não é no mínimo contraditório ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que fico indignado. Minha bronca não é só contra o PT - aliás, deveríamos nesse caso culpar mais o governo do que o PT, que não são exatamente a mesma coisa - mas todos os partidos que concordaram com essa barbaridade merecem o nosso repúdio. Pau neles! Só se eles perceberem que tem eleitor descontente com eles que mudarão de atitudes.

      Excluir
    2. Tony,

      O caso é mais sério.

      Esses "evangélicos"picaretas estão formando redes poderosas, organizadas, articuladas, e estão elegendo seus representantes e ocupando espaços.

      E nós gays ( e minorias em geral) o q fazemos ? Perto disso, NADA.

      O Jean é um ótimo deputado, mas sua eleição deve-se ao BBB.

      Não somos capazes de forma uma rede, mobilizar, se organizar politicamente. E isso é possível (vide os gays na campanha do Obama).

      Os gays com alguma visibilidade são apáticos nesse aspecto.

      Só vislumbro uma solução: a candidatura conjunta da Madonna, Gaga e Britney!



      Excluir
  7. O mio babbino caro
    Der Hölle Rache kocht in meinem Herzen,
    Tod und Verzweiflung flammet um mich her!

    ResponderExcluir
  8. Eu também nem sabia da existência dessa comissão, mas esse senhor ma presidência de uma comissão de direitos humanos é como a Marta Suplicy como Papa: uma anomalia!

    ResponderExcluir
  9. Cada vez que leio o termo REAÇAS num dos seus posts, lembro de cenas do seriado "Anos Rebeldes" em pleno 1968.

    ResponderExcluir
  10. Me pergunto se esse desgaste é pra valer ou se repercute só no eixo classe média Sul-SE com acesso a internet.
    E infelizmente as comissões tem poder até de aprovar projetos sem precisa passar pelo plenário em alguns casos. Adeus PLC 122

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. exatamente, é aí que pega: é o presidente da comissáo que decide o que entra na pauta. Depois de tudo que ele fala dos gays (há vários outros videos na internet, muito mais do que aqueles 2 ou 3 que estão sendo repetidos po aí) alguém aqui acha que haverá avanço nessa área? Esqueçam. Bora continuar levando lampada na cabeça, pois o negócio agora é combater a "ditadura gay" como ele disse ainda nessa semana.

      Excluir
  11. Tony, Dutra é do Maranhão, não do Piauí. Beijos

    ResponderExcluir
  12. Vi um comentário no facebook, bastante interessante e resolvi parafraseá-lo aqui:
    "Muitos projetos de interesse da causa LGBT são tramitados nas comissões do congresso.
    O projeto de união homoafetiva, por exemplo, teve que passar pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado, e ainda assim, se não fosse a "canetada" do STF em reconhecer o texto acho que nem daria pra saber qual seria a situação da união homoafetiva hoje.
    A posse de Marco Feliciano representa a morte de qualquer progresso LGBT na Comissão de Direitos Humanos, isso para não falar em regresso..."

    ResponderExcluir
  13. O leigo acha que os projetos chegam ao plenário e são rejeitados ou aprovados. Não é assim que a banda toca.

    Em primeiro lugar, o Congresso tende a deixar de lado projetos que não o interessam em vez de aprová-los, ou seja, retardando sua chegada ao plenário ao máximo. Em segundo lugar, existe todo um processo legislativo, o qual justifica aquela visão do plenário vazio (em tese, os parlamentares estão nas comissões, e por isso não há votações todos os dias no plenário).

    Justamente os evangélicos fundamentalistas se enfiam nas comissões, para diminuir ao máximo as chances de um projeto indesejável (por eles) chegar ao plenário.

    Esse não é o primeiro caso, minha gente. O projeto de legalização da prostituição proposto pelo Gabeira foi limado justamente numa comissão cheia de evangélicos (isso uns anos atrás). Acho ótimo que a questão das comissões se torne notória agora, mas é preciso ter em mente que esse cara não é o único fundamentalista por lá.

    ResponderExcluir
  14. olha so, sinceramente os gays nao se preocupam com direitos, as beeixas so querem postar fotos de biquinho na internet, os little monsters entao, esses sao os piores, eu fiz campanha, pedi pra todos os meus amigos gays da internet, os que conheço e os que nao conheço pessoalmente, eles nao se preocupam, moro em goiania, a estimativa da populaçao lgbt aqui e de 10% de 1 milhao de gente, fora a populaçao de anapolis, e aparecida de goiania que e tipo abc paulista aqui, um tempo atras estava acontecendo na internet um abaixo assinado pra afastar o bolsonaro, fui eu la na regiao das boates gls, 14 anos e aquela gente suja passando a mal em mim, por que aconteceu, nao querendo que isso soe como preconceito mas ser gay nao e adiçao de carater, existe gay depravado sim, voce sabe disso, fui tentar apenas pegar emails, por que isso e o necessario pra abaixo assinado pela internet, so tres lesbicas me ajudaram, e so duas delas me enviaram email confirmando que confirmou o email que envie pra elas, sinceramente os gays tem muita força so que a maioria nao se preocupa, desculpa, mas to meio decepcionado de ser gay

    ResponderExcluir
  15. Família Coração9 de março de 2013 22:15

    É uma comissão importante sim, é essa comissão que coíbe atitudes que ferem os direitos humanos, só que dar uma presidencia dessas assim de bandeja para este senhor é o mesmo que oferecer o galinheiro para uma raposa tomar conta, tipo, dã?!?! Isso tá mesmo acontecendo, ninguem avisa Dilma sobre nada, que gente X não pode exercer função Y?

    ResponderExcluir
  16. Viram só o que dá votar no PT para o executivo? Maior abertura do legislativo aos fundamentalistas religiosos e regresso da nação. Eles nunca tiveram tanto poder como agora. Sinceramente candidatos descentes neste país está sendo "rarissíssimo" de se encontrar.

    ResponderExcluir