quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

MARINA, QUE ESTÁ NO CANADÁ

Marina Silva deu uma longa entrevista para o UOL. No trecho acima, ela ainda não diz com todas as letras e em alto e bom som que sim, é a favor do casamento igualitário. Mas seu discurso me parece bastante ponderado - assemelha-se, inclusive, à famosa posição adotada pelo Canadá, que garantiu as liberdades de expressão e religião ao mesmo tempo em que expandiu os direitos civis para toda a população LGBT. Agora, será que é só marketing por parte de Marina? Oremos.

23 comentários:

  1. Ela já contrariou o Malafaia em 2010 declarando-se favorável ao aborto. A questão mais correta a ser feita, ao que parece, não se ela é pessoalmente a favor, mas se está disposta a encarar a massa religiosa que pode encontrar nisso o melhor argumento para não votar nela.

    ResponderExcluir
  2. Marina è mobile.

    Um bêjo do Canadá (mentira. ainda to no méier).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como adora dar close...

      Excluir
    2. Bi, esquece a tadinha, vc nao sabe que ela e' meia... como dizer... Hum hum...TARJA PRETA, entendeu?

      Excluir
    3. Quanto ódio gratuito... pelamor

      Excluir
  3. "Os direitos civis das pessoas gays devem ser assegurados como para qualquer outra pessoa, porque não deve haver nenhum tipo de discriminação." Marina Silva.
    Acho que está bem clara a posição dela, sem qualquer tipo de subterfúgios. Ninguém faria um marketing desses. Dizer que é a favor dos direitos de uma minoria que não a apoia, contrariando a opinião da maioria votante. Teria que ser muito burra, coisa que ela não é.

    ResponderExcluir
  4. Marina Silva é feia, tem uma cara de sofrida, é de família pobre e evangélica. Não tem a menor chance de cair nas graças dos gays, mesmo com esse discurso pró-gay. Nós gostamos de glamour!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso não é gostar de glamour. Isso é proconceito. Glamour é algo bem diferente que, pelo jeito, muita gente desconhece e se expõe ao ridículo.

      Excluir
  5. Acho a Marina Silva é uma pessoa de bom caráter.Apesar de ser evangélica, ela não é uma alienada como os outros. Sobre a questão GLBT, acho-a muito "encima do muro." Gosto de pessoas com convicções! Acho que ela não daria voz às causas GLBT com afinco,não tomaria a causa como sua.

    Está nos faltando políticos que veja a causa GLBT muito mais do que uma causa de minorias, mas uma causa de direitos humanos e civis, assim como foi a causa dos direitos das mulheres e do negros.

    Na boa, sejamos realistas, enquanto existir promiscuidade entre Estado e Religião, continuará muito complicado aprovar direitos civis para os GLBTs aqui no Brasil. Nada mudará enquanto a maioria da população brasileira não tiver um melhor acesso à educação. A educação tem de ser muito mais do que aprender a ler e escrever e saber matemática, ela precisa ser livre, plural e laica para formar cidadãos críticos, e estamos anos-luz disso. A ignorância gera o preconceito, que gera cidadãos apolíticos, que geram cidadão apáticos e que tornam padres e pastores seus professores para disseminar e perpetuar preconceitos. Vá nessas periferias da vida e veja quantas escolas existem e quantas igrejas existem... Quem é q está educando a população?

    A cada nova eleição,mas esses pastores-deputados estão ficando mais fortes e ganhando cadeiras no congresso. Isso assusta, tenho medo de o país acabar se tornando um Irã da vida.

    ResponderExcluir
  6. Outras frases que achei ótima na entrevista:

    "A Igreja não pode mandar naquilo que são as leis civis. As pessoas tem o direito de ser quem são independentemente da posição daqueles que creem."

    "Eu fazia campanha da Marta Suplicy, fiz a campanha do Gabeira, que defende, inclusive, a descriminalização da maconha. Por quê? Porque eu não estou elegendo padre. Eu não estou elegendo um pastor. Eu não estou elegendo uma pessoa para dar orientação espiritual ao país. Eu estou elegendo o governador, o presidente da República. Esse foi o meu posicionamento desde sempre."

    Entrevista transcrita: http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2013/02/27/leia-a-transcricao-da-entrevista-de-marina-silva-a-folha-e-ao-uol.htm

    ResponderExcluir
  7. Sinceramente? Acho que que há um bocado de má vontade com a Marina. Lógico que ela não vai fazer o Milk e carregar a bandeira do arco-íris. Mas sejamos sensatos... quem vai??
    O PT faz uma discussãozinha muito chove e não molha há mais de 8 anos. O PSDB, nem vamos comentar.
    No meio da eleição ela soltou algo sobre plebiscito. Vi com bons olhos, pq a ÚNICA candidata que falou alguma coisa sobre, que se manifestou, que não se escondeu (mesmo usando o famigerado discurso de plebiscito) foi ela. A mulher evangélica.
    Baseado no público que ela pode atingir, acho o discurso dela corajoso e honesto. Podem me chamar de ingênua. Mas ela é a política brasileira, fora da comunidade, que melhor se posiciona sobre o assunto. ELa não abre completamente os braços, claro... mas ela faz melhor que o PT inteiro junto.
    Tenho mais simpatia pelo Gabeira e se ele se candidatar, meu voto é dele. Mas se isso não ocorrer, não tenho dúvidas que voto na Marina.
    Afinal, uma mulher que perde o apoio do Satânico Dr. Malafalha em uma eleição, merece algum crédito.

    ResponderExcluir
  8. Pra mim continua sendo uma messiânica da floresta...

    ResponderExcluir
  9. Arrebanhar votos entre a comundidade LGBT não é tarefa fácil e essa senhora pelo que parece resolveu investir nesse campo,mas não temos nenhuma garantia de que ela fará qualquer coisa pra facilitar a nossa vida,meu voto ela não tem.

    ResponderExcluir
  10. Gostaria muito de acreditar nela, mas vai ser dificil!
    Infeliz/te no Brasil ainda nao teremos um presidente ao nivel de Tony Blair, David Cameron e Obama.
    O que esses "candidatos" querem mesmo e' ganhar eleicao e se arrumarem na vida, pois nao o conseguiram em vias de facto=trabalho.
    Pessoal/te eu quero ver o PT fora, fizeram e continuam fazendo um excelente governo, isso nao e' bom pra mim, pois ganho muito dinheiro quando os outros incompetentes estao no poder.
    Fora PT !!!

    ResponderExcluir
  11. Puro Marketing.
    Ela morre de medo de perder o voto dos evangélicos.
    Votei nela na eleição passada, mas não votarei mais.

    ResponderExcluir
  12. Pessoal... desde já peço desculpas por minha falta de espírito coletivo; mas eu não quero me casar e muito menos adotar uma criança. Não me sinto cidadão de segunda classe por não ter esses direitos e acho que muitos gays vão concordar comigo.
    Esses itens podem ser um problema pra você, pra mim só é problema se eu permitir que ele o seja.
    Resumindo: não é crime nem falha de caráter ficar alheio à essa discussão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém é obrigado a se casar nem a adotar criança nem ao que quer que seja.

      Mas, sim, você é um cidadão de segunda classe por não ter esses direitos. Veja que eu disse direito e não obrigação: você exerce se quiser. Repito, não é obrigado a nada.

      Por isto, seja solidário com quem quer casar e apoie a causa. Além do mais, a aprovação casamento gay é uma maneira da sociedade reconhecer que existimos e somos cidadãos como quaisquer outros. Afinal, pagamos os mesmos impostos: temos que ter os mesmos direitos.

      Pode nnao ser crime, mas é falha de caráter sim ficar alheio à discussão. Quem cala consente - e com seu silêncio você consente que gays sejam discriminados, de grandes e pequenas maneiras.

      Excluir
    2. Temos opiniões diferentes, Tony.
      Nenhum argumento ainda conseguiu fazer com que eu me SENTISSE um cidadão de segunda classe. Sim, eu sou um alienado, mas é um direito meu sê-lo.
      Assim como vc e tantos outros gays querem ter o direito de se casar, eu me resguardo o direito de não permitir que isso se torne um problema.
      Falha de caráter? Você CRÊ que sim, eu SINTO que não.
      Simples assim.

      Excluir
    3. Fala sério: como é que você não acha que não devemos ter os mesmos direitos que todo mundo?

      Você não quer casar, beleza. Muitos gays - talvez a maioria - não querem mesmo. Mas negar esse direito a quem quer? Só porque você não quer? Eu não "creio" que isto seja seja falha de caráter. Eu SEI.

      Excluir
    4. Tony, como todo o alienado, detesto polêmica!
      Eu não quero convencer vc e creio que vc tenha a grandeza em entender que temos opiniões diferentes, por mais que a minha pareça ofensiva para vc (afinal, isso não é típico da democracia?).
      Esse é meu último post sobre o assunto. Continuarei a ler seu blog, porque o acho muito divertido.
      Se vc não mais publicar posts meus sobre outros assuntos, eu entenderei; afinal, o blog é seu.
      Continuo seu fã!

      Excluir
    5. Fárlley, democracia não é só cada um poder ter uma opinião diferente: também é a possibilidade de criticarmos as opiniões dos outros.

      Você, a grossíssimo modo, lembra um escravo alforriado que não está nem aí para a abolição. Para quê, não é mesmo? Você já está livre, os outros que se danem.

      São posições apáticas como a sua que ajudam os homofóbicos a nos manter no gueto. Você não é obrigado a casar nem a adotar filhos nem nada disso. Também não é obrigado a apoiar a causa gay nem nenhuma outra. Mas eu também não sou obrigado a ouvir calado: a grossíssimo modo, você não se importaria se eu fosse obrigado a me separar do cara com quem eu vivo há mais de 22 anos, não é mesmo? Pois é isto o que os nossos inimigos (seus também) querem: não é só proibir o casamento legal entre pessoas do mesmo sexo, mas impedir toda e qualquer manifestação da homossexualidade. Se a gente deixar, isso aqui vira um Irã.

      Seus posts serão sempre bem-vindos enquanto não descambarem para ofensas pessoais. Obrigado pelos elogios.

      Abração

      Excluir
  13. Muito pior do que a Marina ser presidente é essa bosta que tá acontecendo agora: http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,bancada-evangelica-da-camara-deve-presidir-comissao-de-direitos-humanos,1002798,0.htm

    ResponderExcluir
  14. Eu já nem sei mais o que pensar e muito menos o que fazer para evitar uma piora do quadro político e de desenvolvimento no Brasil (se é que é possível ficar pior). Continuar com o governo do PT com seus dirigentes como todos já sabem é ficar em cima do muro e não fazer nada, apesar da propaganda de esquerda e visibilidade as minorias e etc...PSDB e demais de direita, um horror retrocesso social e má gestão administrativa vide governos passados. A Marina é capaz de não ser uma saída viável, apesar de ver que ela é a única por hora que ainda tem um ideal de mudança...sinceramente assim não tem como.

    ResponderExcluir