segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

OS INFILTRADOS

Assim como o PT e outras grandes agremiações políticas mundo afora, o partido Republicano dos Estados Unidos também é dividido entre dezenas de "tendências" internas. A mais estridente é o famigerado Tea Party, mas existe outra facção ainda mais polêmica: os Log Cabin Republicans, que se proclamam gays e conservadores ao mesmo tempo. Claro que isto é possível, se bem que não recomendável. Mas os caras vivem dando tiros no pé, no deles e no resto da bibaiada. Não pestanejaram em apoiar Mitt Romney nas últimas eleições, apesar do candidato mórmon ser declaradamente contra o casamento igualitário e outros direitos que nos são negados. Agora se contradizem novamente: estão veiculando caríssimos anúncios de página inteira em jornais de grande circulação contra a provável indicação por Obama de um republicano, Chuck Hagel, para o posto crucial de Secretário (ministro) da Defesa. O pretexto são algumas declarações homofóbicas de Hagel ao longo de muitos anos - imperdoáveis, é claro, mas compreensíveis para um homem branco de sua geração. Hagel correu para se desculpar, mas a contorvérsia continua. É claro que existem outros interesses por trás disso: apesar de republicano de carteirinha, o sujeito foi um crítico vocal da Guerra do Iraque e da ideologia bélica do governo W. Bush. Os membros (hmm) do Log Cabin devem estar recebendo uma granalhaça das populares "forças ocultas" para emprestar sua (pouca) credibilidade na luta dos LGBT para derrubar um político que, não obstante seus pecadilhos, não se alinha com a mentalidade medieval dos "neocons". Moral da história: sabe o que é pior do que ser homofóbico? É posar de paladino da causa mas não passar de um infiltrado do inimigo entre as nossas hostes.

6 comentários:

  1. É isso aí, Goes. Não deixe barato pra essa canalha. Conservadores são machistas. Gay machista não exista, então esses caras não são gays, são infiltrados sim.

    ResponderExcluir
  2. Isso existe por aqui também. Não em forma de vertente partidária, mas conheço gays que "fecham" com a galera conservadora, que acham tolerável ("liberdade de expressão") coleguinhas hts que fazem piadinhas o tempo todo, acham desnecessário modificar a legislação brasileira ("já temos a união estável"), creem em um tipo de evolução natural dos direitos LGBT ("protestar para quê?"), etc. Tudo gente que sofreu bullying na escola e hoje em dia é mascarada/mau caráter típica.

    ResponderExcluir
  3. Oi Tony, você tem o contato do pessoal do Log Cabin?

    xxx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, mas é só entrar no site deles. Googla aê.

      Excluir
    2. Ok. Precisamos trazer esse conceito para o Brasil e lançar aqui como uma espécie de Label, entende?

      xxx

      Excluir
  4. O problema não é ser gay e ser conservador, o problema é ser incoerente!

    ResponderExcluir