quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

WE CAN BE HEROES

Adultos costumam suspirar de saudade dos tempos de adolescente, mas a verdade é que este é um período de terror para muita gente. Inclusive para o protagonista de "As Vantagens de Ser Invisível": marcado por um trauma de infância que o faz ter ausências e ataques esporádicos, ele é ignorado pelos colegas de sua classe e sofre até um pouco de bullying. Até que conhece uma turma três anos mais velha, que o recebe de braços abertos. Nesta turma está a melhor razão para assistir a este filme: o interessantíssimo Ezra Miller, que fez o filho assassino de Tilda Swinton em "Precisamos Falar Sobre o Kevin" e aqui interpreta um gay cool que tem um caso secreto com o capitão do time de futebol. Aliás, o rapaz se diz queer na vida real, não gay, já que é totalmente aveadado mas até encara uma moça de vez em quando. Voltando ao filme: a trama se passa em 1991. Por isto, ainda se ouvem discos em vinil e os telefones caseiros com antena são o último grito da tecnologia. "As Vantagens..." está entrando nas listas de melhores do ano de muitos críticos americanos, mas tem tempos mortos que nem o elenco coadjuvante recheado de atores conhecidos consegue salvar. Pelo menos usa bem a épica "Heroes" de David Bowie, em duas cenas triunfais.

5 comentários:

  1. Outro que o Tony gostou? Nosso Oscar se foi ... é realmente estou começando a temer dia 21

    ResponderExcluir
  2. Um dos melhores do fraco 2012.

    ResponderExcluir
  3. É bom, mas se não fosse o Ezra Miller não seria nada.

    ResponderExcluir
  4. Não se é o seu bom gosto ou a maneira como você expõe os filmes que assiste, mas ando cada dia mais interessada em cinema. Fazendo até listinha dos filmes que devo assitir.

    Obrigada, Tony!

    Suzana Matias
    suzana.sp@gmail.com

    ResponderExcluir