segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

DOMINGO EM SANTO DOMINGO

Inauguramos o novo voo da Gol voltando dos Estados Unidos. Saímos de Nova York no sábado, dormimos na casa de um amigo em Miami e ontem de manhã embarcamos num voo da companhia brasileira rumo a Santo Domingo, onde fizemos conexão para SP. E pensar que cinco anos atrás, quando fui para a República Dominicana a trabalho, precisei ir via Miami; dessa vez foi o contrário. Assim como na ida, os voos estavam quase vazios - e todo mundo sabe que um voo vazio da pior aerolinha é melhor do que um voo abarrotado da melhor aerolinha. Levantamos os braços das cadeiras, transformamos assentos flutuantes em travesseiros e viemos refestelados, apesar da comida de bordo ser previsivelmente fraca (pelo menos não serviram MaxiGoiabinha). Passamos uma hora e pouco no Aeropuerto de las Americas em Santo Domingo, que recebeu um upgrade desde que estive ali em 2007. Não resisti a comprar a versão local da "Caras", com Zoë Saldaña na capa (o pai da da atriz é dominicano). De lá, mais seis horas e tanto até Guarulhos. Aterrissamos à uma hora da manhã e estou moído até agora. Mas minhas férias continuam: viajo novamente no final desta semana. Wuhuu.

Um comentário: