domingo, 2 de dezembro de 2012

DEUS SEJA MANTIDO

"O estado é laico, não é ateu", disse o eminente jurista homofóbico Ives Gandra Martins. Claro que o estado não é ateu, assim como um lápis não o é. O estado é uma coisa, um objeto, um aparato, mas este é um conceito tão moderno que ainda não entrou na cabeça de muita gente. Estava na cara que não havia clima, neste curioso momento político por que passa o Brasil, para que a frase "Deus seja louvado" fosse retirada das cédulas de real. A bem da verdade, ela chegou quando nosso dinheiro ainda era o cruzado, mas foi há pouco tempo - durante a presidência de José Sarney. Não é uma tradição bicentenária como a do dólar americano, que sempre estampou o lendário "In God We Trust" (além de uma representação visual de Deus de influência maçônica, a moda daquela época). Os críticos têm razão quando dizem que o estado não pode privilegiar uma religião em detrimento das outras; o justo então seria termos notas como a que aparece aí na foto. Chega a ser bisonha a justificativa do juiz que indeferiu o pedido do MPF, alegando que não há clamor popular para que a frase seja removida. Se consultado pelas urnas, não duvido que o povo escolheria Jesus Cristo, Chico Xavier e Silas Malafaia como efígies do nosso papel-moeda, que seria impresso com água benta e teria poderes mágicos de descarrego. Mas é claro que a separação entre igreja e estado é um tema complexo, e em muito poucos países do mundo ela é total e absoluta. Ou alguém aí estaria disposto, em nome dela, a abrir mão dos feriados do Natal ou da Semana Santa?

8 comentários:

  1. o estado laico es una clausula de la declaracion de derechos de la revolucion francesa. establecida como clausula petrea por la constitucion americana y la declaracion de las garantias individuales firmada por jefferson y madison, el primero embajador americano en la corte de los bourbon, y despues secrerio de estado del presidente Washington. es un principio basico del estado de derecho y las democracias modernas. cuando vamos a entender eso y acabar con eses fundamentalismos teocraticos? alberto siorra (buenos aires)(

    ResponderExcluir
  2. Só uma coisa: a decisão é provisória, então a coisa pode mudar.

    No mais, acho que não dá para comparar feriados à questão da nota. "Deus seja louvado" é uma mensagem totalmente religiosa, que não se confunde com alguma festividade de cunho cultural. Lembremos que o próprio Natal não é exatamente cristão (pinheiro sagrado da galera pagã na Europa, a começar), e pouca gente realmente o comemora pensando em Jesus Cristo. É o dia de abrir presentes mesmo.

    Espero que futuramente essa decisão seja diferente. Abs

    ResponderExcluir
  3. Como qualquer processo social, o estado laico é uma construção. Ainda que não dependa exclusivamente de haver ou não uma frase em uma cédula - por que não no papel higiênico, por exemplo? - cada ação que o afirme e o evidencie é um passo adiante em sua consolidação.

    ResponderExcluir
  4. Tal qual o direito de "ir e vir" (que na verdade é direito de "ir e permanecer"), pouca gente percebe que a laicicidade do Estado inclui respeitar TODAS as religiões, inclusive o direito a NÃO ter religião.

    Aliás, a frase já começa ofendendo os judeus, para quem o nome de Deus não se escreve.

    ResponderExcluir
  5. Mesmo que não dê em nada. Só de levantar essa questão da laicidade do Estado é super válido. É com questões menores como a de uma frase em uma cédula que se começa uma "revolução" laica. Onde os direitos começam a ser revistos dos ateus, gays, mulheres, etc.

    ResponderExcluir
  6. Brenda Kelly - Depilação íntima para homens5 de dezembro de 2012 13:39

    Na-na-ni-na-não! Deixa tudo como está, quero meu kit católico anual: Carnaval-Páscoa-CorpusChristi-Dia da Padroeira-Natal... Ai de nós sem essas tréguas mensais... Brasil meu Brasil brasileiro, meu mulato inzoneiro... Dinheiro não deveria ter mensagem subliminar religiosa, pois Jesus ficou muito chatiado ao chegar no templo e destruir as tendinhas que faziam comércio, disse ele, dá a César o que é de César - o espiritual não casa com o material, só mesmo no governo-anta de Sarney se iniciaria essa neotradição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Misturou pó com erva. Certeza. Deve-se aoi fato também que em partes à falta das regras de pontuação da língua portuguesa que passaram bem longe aí.

      Excluir