terça-feira, 13 de novembro de 2012

DEIXA A BICHARADA DAR

Não dá para tapar o sol com a peneira: a qualidade dos vídeos concorrentes no "Show do Gongo" despencou nos últimos anos. Também diminuiu o número de inscritos, enquanto que a sede da plateia por sangue só aumentou. Foi por isto que os organizadores do Festival MixBrasil resolveram mexer nas regras. A partir deste ano, a noite comandada por Marisa Orth também inclui performances ao vivo, de drag queens, gogo boys e cômicos stand-up. O novo formato estreou ontem em SP e deu certo, apesar dos inúmero problemas de som. Havia um CD player (ou um disco CD, não ficou claro no meio da gritaria) que se recusava a funcionar, o que fez com que a música emperrasse logo no começo dos números de várias das drags. Também era perceptível o constrangimento de Marisa em gongar logo os "seres vivos", como ela mesma disse, apesar dos urros do público selvagem. Nenhum dos candidatos "humanos" era especialmente ruim, mas muitos não tinham noção de timing e se perdiam em números longos demais. Mas o saldo foi positivo. O troféu Coelho de Prata acabou tendo que ser dividido em dois. O prêmio para o palco foi para a comédia de Michelly Summer, que superou todas as colegas que deram demonstrações assombrosas de bate-cabelo. E o prêmio para a tela foi para essa pérola acima, que venceu outros dois bons candidatos ("GPLS" e "Ironic", que eu não encontrei no YouTube) e fez todo o Teatro Sergio Cardoso levantar os bracinhos e cantar junto. Quem foi que disse...

6 comentários:

  1. Pois é Tony eu estava lá ontem também. Eu nunca tinha ido num show do gongo e achei engraçado o povo decidir o futuro das apresentações... Em relação aos videos tudo bem, pois o diretor ou ator podem se manter incógnitos, mas ao vivo, foi meio complicado, meio pertubador até para quem está assistindo... e constrangedor para quem está se apresentando... Principalmente para as drags que se apresentaram, provavelmente se matariam caso fosse gongadas. E poucas foram... O show das drags parecia mais um domingo na Blue Space. Sinceramente eu achei desnecessário. Minha opinião. Show de drag é numa balada que tem estrutura para isso. E se viu isso ontem que um teatro não tem estrutura como uma casa especializada. Isso foi meio cansativo mesmo com a Marisa Orth preenchendo o buraco na programação. O vídeo vencedor foi do meu amigo Rodrigo que produziu, editou e foi o ator principal. Ele quase não inscreveu a não ser pela insistência de outro amigo nosso que também estava presente se sentindo a madrinha.... (ele vai me matar por esse comentário...rs). É um evento irreverente e Marisa Orth é perfeita para isso. No geral sempre é positivo ter um evento direcionado ao público gay como o de ontem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, eu assumo... a "madrinha" a que nosso amigo Marco Aurelio se refere sou eu! auhauhuha... e senti muito orgulho do meu afilhado!!

      Excluir
  2. Decepcionante. Saí de casa para dar risada e relaxar, mas saí do show mais estressado do que entrei.

    ResponderExcluir
  3. Achei extremamente caido e chato...a cada ano a qualidade fica menor...e pensar que teve tantos criativos como do "Activia",etc...sem graca,ano que vem nao vou,fatoooo...

    ResponderExcluir
  4. Todos os anos falam a mesma coisa... E o teatro lota. Gostei do vídeo. Ele é irreverente, despojado, político, joga pedra e se deixa apedrejar. Ano passado as "bils" sentiram despolitizadas quando o vídeo "Oração da família" perdeu para as travas do pajubá. Outro ano quando o clipe de uma drag ganhou disseram que o festival havia perdido a essência... E por a vai!! A certeza é que no ano que vem o show estará lotado novamente!!!! Eu me diverti horrores e só não garanto meu lugar desde já porque a produção precisa decidir se os lugares serão marcados ou não... (Aliás einh podução... isso mereceu uma gongada)!!

    ResponderExcluir
  5. Bom, se o show do gongo quer sobreviver, sugiro que o Mix viaje pra Seattle e tome notas com o Hump Festival. Se as bichas não tem senso de humor, pelo menos não vão gongar sexo explícito.

    ResponderExcluir