quarta-feira, 31 de outubro de 2012

PUBERDADE

A revista "H" nasceu no começo deste ano, cresceu rapidamente e já está em vias de se tornar um rapazinho. Ou seja: pensa em sexo o tempo todo. No intuito de criar uma identidade bem diferenciada de sua irmã mais-velha-porém-mais-jovem, a "Junior", a "H" lançou um encarte chamado "Hard", todo em cor de rosa e recheado de matérias sobre pornografia, preferências pouco ortodoxas e outros assuntos calientes. Resultado: o leitorado rachou ao meio. Alguns adoraram o tom mais pesado (com fotos desinibidas e tudo), outros preferem uma publicação que possa ser levada à missa e ao piquenique anual da firma. Deu para perceber de que lado eu estou? No mais, acho legal a "H" já ter alcançado a idade púbere em apenas cinco números, e sei que ela vai mudar ainda mais, até achar o ponto certo. Se é que ele existe. De qualquer forma, a família de revistas do MixBrasil vai ganhar mais um irmãozinho. Até o final do ano deve sair a "Grande", em tamanho gigante e com fotos de moços pelados que fazem jus ao adjetivo. Ah, em tempo: a minha coluna desta edição saiu com um erro de diagramação. A última frase saiu incompleta: era justamente "de que lado você está?" (sim, eu repito sempre os mesmos termos). E ainda em tempo: parabéns ao André Fischer por ter entrado na lista dos 500 gays mais influentes do mundo da revista holandesa "Wink". Poderosa!

28 comentários:

  1. André Fischer, o imperador gay do Brasil

    ResponderExcluir
  2. Só digo isso: revista gay que tem medo de pinto deveria ser queimada em praça pública.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você quer pornografia, procura na internet, porque está cheio. Não é questão de querer ser sonsa/recatada, mas é questão de foco editorial. Precisamos de pulicações que tratem de assuntos gays que não estejam ligados a sexo explícito!

      Excluir
    2. Roberto, me dá aí uns exemplos de "assuntos gays" que não estejam ligados por sexo ou ativismo? De preferencia exemplos suficientes para valerem a sobrevivência longa de uma revista direcionada a público gay sem estes temas.
      Pra isto, assim como temos a internet pra sexo, temos qualquer outra revista, gay ou não.

      Excluir
    3. Digo a linha editorial da Out ou da Advocate, que tratam sobre direitos, política, vida em comunidade, vida conjugal, música, beleza, cinema, teatro, artes em geral, entrevistas, role models, vida profissional, psicologia, etc, e tudo isso voltado para gays e lésbicas.
      Acho reducionista de sua parte dizer que é só sexo e ativismo político que interessariam numa publicação voltada para o público gay.
      Eu nunca li a H Magazine, para ser sincero, mas a capa mostrou uma boa diversidade de tópicos.

      Excluir
    4. Acho que a Out e Advocate funcinam melhor para um País que geralmente trabalha com sua diversidade segregando grupos em seus respectivos guetos. Não é o caso do Brasil.

      Excluir
  3. Acho uma graça das recatadas... Sigo no pensamento que tem 2 tipos de bicha: a quenga e a sonsa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só por curiosidade; que tipo é você ?

      Excluir
  4. O problema não é nem ser hard, soft ou frapê. O problema é não ser uma boa publicação. O projeto gráfico é feio, o conteúdo é fraco e a coisa toda é transmite um amadorismo inadimissível para quem detém a fama não só de pioneiro mas também de maior gerador de conteúdo informação para o público gay. Vi exatamente essa edição da foto e fiquei surpreso em ver que o pessoal envolvido ainda não entendeu o espírito da coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo e muito!!!
      Nao sei se vc percebeu: como o Tony trabalha pra eles: a revista e' escandalo, se ele nao trabalhasse pra eles a revista seria uma grande merda, etc...
      Cansei de vc Tony Vai !

      Excluir
    2. A revista que se vende como "Homem de Verdade". Existe homem de mentira? #revista.pra.quem.tem.medo.de.ser.bichinha

      Excluir
    3. O que é ser FRAPÊ? Sou gay até o último fio de cabelo e não o que isso quer dizer.

      Excluir
    4. "Frapê", neste contexto, quer dizer "meia-bomba": nem duro, nem mole.

      Excluir
  5. Só fica uma dúvida: a proposta dessa revista não era ter homens comuns na capa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comuns no sentido de não serem modelos profissionais.

      Excluir
  6. "Inadimissível"? Foi isso mesmo que escreveu o guru e autoridade-mor do mundo das revistas, que de tudo sabe e de tudo já viu? Interesting.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando se tem mais de dez anos no mercado e se carrega o título de maior veículo de comunicação/entretenimento para o público gay no pais, pode-se ser inúmeras coisas, amador não é uma delas. Ah, por favor, guru é questão de pretensão demais e bom senso de menos, o que não é o caso. E se eu soubesse de tudo, provavelmente não estria aqui conversando com alguém que não consegue assumir a própria opinião assinando seu nome. Diz aí, malandragem!

      Excluir
    2. MM se liga, o comentário é sobre o fato de você ter escrito inaDImissível e isso é INADMISSÍVEL.

      Faltou corretor, foi ?

      Excluir
    3. MEU DEEEEUUUSSSSSS!!! QUE BICHAS SÃO ESSAS! SÓ PORQUE O CARA METEU UM "i" ALI ONDE ATÉ O PRESIDENTE DA ACADEMIA DE LETRAS PODERIA SE CONFUNDIR... AH! VÃO LAMBER SABÃO!

      Excluir
    4. Anônimo, não se iluda ela seria implacável se qualquer outro tivesse feito o mesmo.

      E não, o presidente da academia de letras seria distituído do título.

      Excluir
    5. Vem cá, o cara não seria DEStituído do título?

      Excluir
    6. É o roto falando do esfarrapado, esfiapado, sei lá, sou péssimo com ditados.

      Excluir
    7. foi de prepósito... entendeu ?

      Excluir
  7. #publipost #permuta #trocadeafagos #tamojunto #publicidadeamiga

    ResponderExcluir
  8. GENTE RUIM COM ELA piOR SEM ELA!!!! imagina se nao tivessemos uma revista direcionada para o publico gay!!!!

    ResponderExcluir
  9. TONICO NAO LIGA NAO, TEM MUITA GENTE INVEJOSA QUE LE SEU BLOG!

    ResponderExcluir
  10. 1- nunca li essa revista mas concordo com o roberto, acho que revista de público glbtxwyz pode sim não ter paudurecência.
    2-descobri com o gilberto que SOU bicha sonsa. brigads pela dica da amplitude do mundinho, amigue.
    3- tony, se esse aí da capa não é modelo, seria um cara comum? em sendo assim manda meia dúzia( ok me contento com um) que tô procurando tipinho assim aqui na esquina tem tempo, e não passou ainda nenhum.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada. Agora só falta deixar de ser anônimo e talvez eu ajudo o Tony a ver quem a gente manda passear aí na sua esquina. Beigos!

      Excluir