sábado, 17 de julho de 2010

HOUVE ASSUNTO

Cheguei ligeiramente atrasado ao 2o. Encontro de Blogueiros Gays - e ligeiramente bêbado. O enterro da minha amiga hoje de manhã foi seguido por um almoço entre várias pessoas que não se viam faz tempo e se encontraram no cemitério. Uma tradição que é comum nos EUA e na Europa: nos reunimos para falar dela, comer, beber, beber e beber. O resultado foi que eu estava especialmente animado no encontro do Studio SP, mas ainda bem que o formato ajudou. Ao invés do "sofá da Hebe" da edição passada, com poucos no palco e muitos na plateia, dessa vez formou-se um círculo de cadeiras. Éramos uns 30 e não havia público, só um ou outro namorado. A discussão logo pegou fogo, puxada pelo meteoro que nos atingiu esta semana: a aprovação do casamento gay na Argentina. O que os blogs podem fazer para ajudar essa aprovação no Brasil? Muita coisa, a começar por não insistir no termo "casamento gay". Isto só serve para dar munição aos inimigos, que veêm com aquela lenga-lenga de que "casamento é sagrado" e "deus isto, deus aquilo" (com minúsculas mesmo, porque esse deus deles não existe). Devemos é copiar os argentinos, que bateram na tecla da IGUALDADE. Essa palavra tão corriqueira abriu um clarão na minha cabeça. Quem há de ser contra a igualdade? Direitos iguais, direitos humanos, um amor não é melhor do que outro. Na Argentina deu certo. Claro que não foi só isto. Foram anos e anos de mobiização, tribunais, campanhas e uma presidente safada que aproveitou a oportunidade de entrar para a história pela porta da frente. Enfim, foram só duas horas de encontro, mas a sensação geral foi de que o saldo foi bem maior que o do primeiro. Pelo menos não ficamos rodando em torno dos nossos umbigos.

17 comentários:

  1. eMBORA TENHA CHEGADO MAIS ATRASADA AINDA QUE VC, ADOIREI O CHÁ DE CUMADRES!!!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, realmente esse termo é bem melhor. Até pq casamento é um dos inúmeros direitos que nos são negados...
    Abraço!!!

    ResponderExcluir
  3. Ah, esnobou e agora tá arrependido, né? Vai ter sim. Meados de agosto.

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto, Tony. É isso aí: casamento é um instituto do direito civil. Ponto final. Não tem nada de "raízes religiosas" nesse assunto. Tanto é assim, que um heterossexual se casa no âmbito civil, mas isso não significa que ele tenha casado na igreja.

    ResponderExcluir
  5. é isso ai: vamos jogar com a arma dos inimigos - DIREITOS IGUAIS! Será que o deus deles tb é contra a igualdade de direitos para todos os seres humanos?

    ResponderExcluir
  6. Ex-genrinho muerto de saudades18 de julho de 2010 08:30

    Tonico Maravilha, meu ex-sogrinho,
    Num momento que estou doente de saudades da pátria-amada, sabe que ler teu blog é um excelente bálsamo para meu espírito... Portanto, muito obrigado pelos deliciosos momentos de companhia!
    Tb queria comentar que AMEI o deus minúsculo. Cada dia mais estou convencido que as religiões filhas de Abraão somente conseguiram diminuir o tamanho do Criador, fazendo com que tudo que fosse maiúsculo e sagrado se tornasse minúsculo e profano!
    Igualdade, liberdade e fraternidade para os gays também!
    Amén!

    ResponderExcluir
  7. Tony,

    voces estao certissimos na questao da igualdade. Enquanto uma classe pode uma coisa e a outra nao, esta outra eh uma classe inferiorizada. Eu e meu parceiro nao temos o menor interesse no casamento, mas acho fundamental que a oportunidade exista para todos sem distincao.

    sempre que eu me deparo com uma questao de discriminacao aos homossexuais eu traco o paralelo com o racismo: ja pensou fazer uma pesquisa perguntando se as pessoas "apoiam" o casamento entre negros, por exemplo?

    e a dona Marina Silva falou de novo que eh contra o casamento gay... fogueira para ela!

    bjs

    ivan

    ResponderExcluir
  8. Que tristeza e preguiça!Por favor,leia:
    http://oglobo.globo.com/blogs/logo/#308881
    um beijo para ti

    ResponderExcluir
  9. Tony,
    a ideia é ótima e já funciona positivamente na campanha americana que trocou as expressões "gay marriage" e "gay rights" por EQUALITY. A adoção pelos blogayros é boa e necessária, mas muda pouca coisa uma vez que eles pregam para os já convertidos. Alguém precisava redigir um manifesto e encaminhar para todos os diretores de redação das principais publicações para que a imprensa passasse a usar os termos corretos.

    ResponderExcluir
  10. Ah, uma pena q o plantão no trabalho não tenha me deixado ir. No terceiro, vou com certeza.

    ResponderExcluir
  11. Enquanto os blogayros brincam de boneca em sua bolha segura, alguém quase apanha no metrô porque está lendo um livro de moda. Veja como são as coisas...

    ResponderExcluir
  12. mas Luciano, este é o caminho, chegar ao mainstream... mas nem todos os gays estão tão convertidos assim, lembre-se que ainda tem muito gay por ai que acha esta pauta desnecessaria ou muita gente que acha que assumir qq postura pode prejudicar seu confortavel estado no armario... entao temos que atingir todos, os que temos por perto e os que estão longe mas nunca inatingiveis!

    ResponderExcluir
  13. tONY, LEIA ISSO DO OGLOBO http://oglobo.globo.com/blogs/logo/posts/2010/07/18/reporter-do-globo-relata-bullying-homofobico-que-vem-sofrendo-308881.asp

    XOXO!!

    ResponderExcluir
  14. A proposito, Tony: http://oglobo.globo.com/blogs/logo/posts/2010/07/18/reporter-do-globo-relata-bullying-homofobico-que-vem-sofrendo-308881.asp

    Beijos, Gui

    ResponderExcluir
  15. Após algumas semanas da conquista na Argentina, tenha aqui uma palhinha do que teremos que enfrentar no nosso solo: http://blogdosakamoto.com.br/2010/07/15/argentina-avanca-com-matrimonio-gay-e-no-brasil/

    O texto do Sakamoto é ok, mas VEJAM os comentários!

    É na internet que nós brasileiros deixamos escapar a pura realidade sobre o que pensamos.

    Eu, sinceramente, fiquei triste em ver tanto ódio expresso em comentários infundados.

    Devemos criar uma página (www.igualdade.org.br) e colocar TODOS aqueles pontos MENTIROSOS em voga, distrinchando um a um!

    Foi tanto argumento religioso que vou tomar banho de sal grosso pra ver se passa...

    ResponderExcluir