segunda-feira, 17 de maio de 2010

QUE BURCA QUE NADA

Todo mundo adora meter o pau nos EUA, mas o país deu mais um passinho adiante na noite de ontem ao eleger sua 1a. miss muçulmana. Rima Fakih nasceu no Líbano, mas sua família se mudou para o Michigan - um estado que tem uma enorme colônia árabe - quando ela tinha 3 anos de idade. Era, de fato, a mais linda das concorrentes, e se destacava fácil no meio daquele mar de louras genéricas. Falta-lhe um pouco de sustança no corpo, como podemos comprovar pela foto de biquíni. Mas não lhe falta coragem: a internet já está bombando com ameaças de fanáticos e engraçadinhos à moça, que ousou mostrar para o mundo o que as filhas de Alá têm por baixo dos véus. A extrema direita americana também está espumando, e até já acusou a família de Rima de terrorista. Resumo da ópera: uma mulher linda que consegue irritar tanto os radicais islâmicos quanto os reaças hidrófobos merece mesmo ser coroada.

4 comentários:

  1. Linda. Linda, linda, linda. Perfeita mesmo. Não tinha como não ganhar. E sua conclusão foi a melhor, é isso mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Vixe, já tô vendo que vai dar USA esse ano.
    Entre as 5 elas sempre ficam.

    ResponderExcluir
  3. As mulheres do Oriente Médio são apenas maltratadas, mas são lindas.

    ResponderExcluir