sábado, 17 de outubro de 2009

A REPÚBLICA DOS CAMARÕES

O diretor Neill Blomkamp jura que "Distrito 9" não é um filme sobre o apartheid, mas é claro que é. A começar pelo título, que já sugere um espaço delimitado, à parte do todo. É um exemplo raríssimo de filme comercial inteligente, com um herói covarde e vítimas não muito inocentes. A mensagem é meio óbvia, claro - "preconceito é uma coisa muito feia" - e a maneira como é aprendida pelo personagem principal é mais óbvia ainda: sentindo na própria pele. No final, fiquei esperando por uma revelação tipo "Planeta dos Macacos". Achei os aliens eram todos humanos antes de virarem camarões gigantes. Aliás, não quero comer camarão tão cedo.

4 comentários:

  1. Eu tava com muita expectativa com o filme. Foi um dos primeiros que eu comprei no festival, achei a sinopse extremamente interessante, o trailer me deixou mais interessado ainda. E ainda tinha Peter Jackson por trás. Quando vi, achei OK e só. Lógico que a discussão que ele propõe é pertinentíssima e a abordagem do herói improvável é mais que legal (um amigo falou que é sacanagem, o cara é apresentado , a gente acha ele um babaca (e ele é) e depois de um tempo é como se disessem: é nisso aí que vocês vão ter que acreditar... se vira) mas acho que achei Blockbuster demais

    ResponderExcluir
  2. Falando em Peter Jackson. Frisson para a estréia de Uma Vida Interrompida (Não sei se esse vai ser o nome aqui. O do livro da Alice Sebold é esse). Lá fora é The Lovely Bones.
    A Saoirse Ronan (de Atonement) faz a personagem principal e Peter Jackson parece que resolveu brincar de almas gêmeas de novo.

    ResponderExcluir
  3. Bem, gostei dessa "nova" abordagem do tema, apesar de alguns clichês. E a forma em documentário foi bem desenvolvida. E acho que Peter Jackson acertou no fato de apostar neste diretor, que havia sido sua escolha para um antigo projeto seu mas que, por pouca confiança dos investidores, não o patrocinaram. Aí, impressionantemente, Pete gastou solamente 30 million dollars para esta produção.

    Vamos combinar? O cara é um gênio!!

    ResponderExcluir
  4. absolutamente incrivel, tao estranho que podia ser verdade... tao bem filmado que podia ser na favela ao lado da sua casa...

    ResponderExcluir