sexta-feira, 9 de outubro de 2009

GUIA DE BOLSO DO GAY CASADOIRO

Gentem, obrigado pela avalanche de cumprimentos pelo meu 19o. aniversário de casamento. Foram mais de 50 aqui no blog e mais de 20 no Facebook. E queria retribuir atendendo o pedido de algumas pessoas, que querem saber qual é o segredo dessa longevidade toda. É simples: pegue uma cueca do homem amado, bata no liquidifcador com coentro, noz-moscada e Chanel no. 5 e costure na boca de um mini-porco. Essa fórmula tem tanta chance de dar certo quanto qualquer outra, porque a verdade é que não existe receita para um casamento feliz. Ou existe? Acho que tenho credenciais para arriscar algumas patacoadas. Bora:

1) VOCÊ QUER MESMO CASAR?
Esta é a primeira pergunta que você se deve fazer. Todo mundo quer amor, todo mundo sonha em amar e ser amado. Mas o fato duro e frio é que o casamento não é para todo mundo. Muita gente confunde casamento e amor, quando o primeiro é apenas UMA das formas de vivenciar o segundo. Tem gente que nasceu para morar junto, gente que nasceu para morar em casas separadas, gente que prefere uns namoricos light e gente que vai ficar pulando de galho em galho para sempre. A sociedade ainda impõe o casamento como um troféu, uma meta desejada por todos, mas ele está longe de ser o único caminho para a felicidade. Ao contrário do que diz a canção, é possível sim ser feliz sozinho. Então pense bem: depois de casado, você pode descobrir que aquela não é exatamente a sua.

2) O PRÍNCIPE ENCANTADO NÃO EXISTE.
Dããã. Nada mais óbvio, né? Mas o que tem de bilú por aí procurando o homem perfeito, parece que nunca leram a revista “Nova”. Aliás, não estão exatamente buscando um semideus, mas têm uma ideia errada do que é a vida conjugal. Ninguém vive arrebatado de paixão 24 horas por dia, 7 dias por semana e assim por diante, pelo resto da vida. Muita gente confunde amor e paixão, e desembarca de um bom relacionamento assim que surge a primeira rusga. Um casamento se constrói aos poucos, no dia a dia, e a gente tem que abrir concessão o tempo todo. Quer alguém que faça todas as suas vontades? Então regrida aos dois anos de idade, e volte para a casa da mamãe.

3) TEM QUE TER ASSUNTO. É incrível o número de casamentos felizes na Índia, onde quase todos são arranjados. Uma razão é que os noivos vêm sempre do mesmo background, têm níveis educacionais e financeiros parecidos. Pode soar horrivelmente preconceituoso, mas amor entre milionário e favelado é muito mais frequente nas novelas que na vida real. Claro que existem milhares de exemplos de casais gays felizes de origens aparentemente diferentes – um é brasileiro e o outro norueguês, por exemplo – mas olhando de perto a gente vê que as semelhanças são muitas, e não é só a predileção por Madonna. Você não precisa só de alguém para trepar, mas também para conversar.

Ia acrescentar um quarto item, a sorte. Afinal se eu não tivesse ido ao Ritz na noite de 8 de outubro de 1990, talvez nunca tivesse conhecido o Oscar. Mas acho que, no fundo, quem quer casar casa, independentemente da sorte, da beleza ou de sei lá o quê. É preciso estar disponível, sem o “.com” como sufixo. Mesmo assim, desejo boa sorte para quem quiser casar. Eu tive.

(A foto que ilustra este post é de um filme dos anos 30 chamado "The Gay Bride". Mostra uma cacura ajudando a colega mais nova a se arrumar para o casório. Achei digno.)

25 comentários:

  1. Todos os teus comentários valem para os heteros também.

    ResponderExcluir
  2. Pois é...concordo que é todo dia que se constrói, digo que se mata um leão por dia numa convivência a 2.
    Saber ceder e paciência...muita paciencia.

    ResponderExcluir
  3. Acho que sou um mocinho casadoiro, pois dos meus 33 anos, já passei no total 8 morando junto. Eu gosto da rotina das pequenas coisas, de dormir junto e saber que há um espaço ali onde vc está protegido do mundo, só quero acrescentar mais um item : "nunca dormir brigado" e aproveintando: Felicidades para o casal! espero chegar nessa data com o mesmo fôlego.

    ResponderExcluir
  4. Nunca dormir de mau é um velho e sábio conselho para todos os casais.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns! Pelo post e pela data (atrasado, confesso).

    Abraço pra vcs

    ResponderExcluir
  7. Tony, otimo texto!!! como sempre.

    Faz um p gente sobre fidelidade e casamento/vida gay...please??

    importanterrimo tb!!!!
    :-)

    abs

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela lucidez! Acho que vc pode escrever um livrinho... Gostei especialmente da sua sensibilidade ao ponderar que casamento não é para todo mundo,e existem outras formas de encontrar a plenitude. Mandou bem!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns Tony querido! E obrigada por dividir os aprendizados valiosos - mamãe, tias e avós dizem as mesmas coisas que você ... no final das coisas, é tudo igual!
    Beijos mil para você e o Herbert!
    Ju Mom

    ResponderExcluir
  10. Este foi um dos mais perfeitos posts que ja li aqui: engracado, positivo e realista. Parabens!

    ResponderExcluir
  11. Concordo com o Carioca. Muito bom o post, principalmente por ser realista. Devemos ficar abertos para os relacionamentos, senão nunca vão acontecer ou funcionar. Depois do fim de um relacionamento de 7 anos, me fechei por um bom tempo e "desisti do amor". Não é saudável. Exemplos como o do Tony e Oscar nos fazem enxergar a vida com mais entusiasmo. :)

    ResponderExcluir
  12. tb adorei o texto. dicas muito relevantes pra quem quer casar e se manter casado.

    realismo é o que mais falta nas pessoas. e expectativas erradas.
    muita gente acredita que achar um marido resolverá todos os problemas da vida.
    na verdade, acho que se troca um tipo de problemas por outros. para uns o saldo é positivo, outros ficam no prejuízo. e essa equação pode mudar com o tempo.

    já fui o que sonhava em me casar e achava que seria para sempre, que essa era a única receita da felicidade. casei e fiquei 14 anos assim. foi bom enquanto durou, tive momentos ótimos, mas tb teve muita ralação e azedume. qual casamento não tem tudo isso?

    e depois de 40tão me surpreendi ao descobrir que na verdade nunca fui tão feliz na vida como nesses últimos anos de solteirece.

    por isso concordo com vc, casar nem é para todo mundo, mas acrescento: e nem é para todos os momentos da vida de alguém.

    ResponderExcluir
  13. Adoro Carole Lombard e Zaszu Pitts

    ResponderExcluir
  14. Sou um homem de relacionamentos longos... eu gostcho!

    Receita boa a sua, Mr. Goes!

    Acrescentaria como dicas aos seus "bloggados":

    Têm que ter antes de mais nada: RESPEITO E CUMPLICIDADE.

    Respeito ao espaço do outro e...
    À confiança depositada!
    Cumplicidade de "um melhor" amigo (nem mais nem menos)

    E mais: tem que tentar conquistar o lindão todos os dias! Assim você mantém o foco na relação e ele a seus pés! rsrs

    Enfim: respeito, cumplicidade e o clima de conquista e sedução.

    Anotem e sigam!
    Senão vai você ou vai ele embora!

    Mas se acontecer... não apavorem!
    Essa estória de alma-gemêa é coisa de gente maluca! Conto da carochinha! Pay attention! Bilhões de pessoas no mundo, fofo!! Parta pra próxima!
    Cláudio

    ResponderExcluir
  15. Quero casar!!!! Alguém casa comigo? hihihihihi :D

    ResponderExcluir
  16. Eu tinha vontade de ter um relacionamento assim, lendo o seu post vejo que aqui em Madrid, por mais que os espanhóis sejam latinos e tenham algo de parecido conosco, não consegui ainda achar alguém que "batesse".
    Paixões tive algumas, mas sempre a pessoa tinha problemas, com ex-namorados que vc descobre que são presentes, ou filhos, ou distâncias, etc.
    A minha grande dúvida na verdade, como nunca estive numa relação duradoura, é sobre o sexo.
    Como fazer para o sexo durar tanto, é possível sentir tesão na pessoa depois de tantos anos? Esse é o meu medo, ficar com alguém, e depois ele me trair, ou eu me sentir atraído por outro.

    ResponderExcluir
  17. Maneire ou em breve estará escrevendo livros de auto-ajuda.

    ResponderExcluir
  18. querido! parabéns para vc e para Oscar :) adorei o post, as usual

    ResponderExcluir
  19. Confesso...Sou um novo leitor...

    Por muito tempo eu fiz exatamente tudo contrárrio aos seus conselhos.

    Acho que sonho muito, sabe? Mas apesar tenho consciencia de que eu quero mesmo casar... Apesar de nunca ter tido nem experiência com namoros... Alguém se habilita?

    Brincadeirinha... (Nem tanto assim...)

    ResponderExcluir
  20. Imprimi esse post e passei a tarde lendo e fazendo cópias para amigos aqui da vizinhança. Sabias palavras, caro amigo. E meus parabéns por todo esse tempo de namoro. Ale Bessa

    ResponderExcluir
  21. Leleco_RJ: Valeu Tony pela dica! Outra coisa, onde eu arrumo um mini-porco? rsrsrs Bjus

    ResponderExcluir
  22. Dois anos depois o texto continua atual como se tivesse sido escrito hoje à tarde.
    Abraço,
    Muque de Peão

    ResponderExcluir