terça-feira, 19 de maio de 2009

MAMÃE PASSOU AÇÚCAR EM MIM

Não sou muito chegado a documentários, mas corri para ver “Simonal – Ninguém Sabe o Duro que Dei”. Quem tem menos de 40 anos talvez nem conheça esse cantor maravilhoso. Eu tenho mais, e as músicas de Wilson Simonal marcaram minha infância. O cara era incrível, sério candidato a maior showman que o Brasil já teve. Porque não era só a voz que era excelente: ele tinha carisma, simpatia, swing, senso de humor e, pelos padrões de hoje, beleza (na época, Simonal se achava feio). Podia ter feito tranquilamente uma carreira internacional grandiosa, uma espécie de Michael Jackson tropical. Mas não fez: Simonal cometeu uma grande cagada, meteu os pés pelas mãos, e acabou sendo acusado injustamente de delator a serviço da ditadura. Foi o bode expiatório da esquerda festiva brasileira. O filme é bem feitíssimo, colhe depoimentos de todos os lados, e ainda tem muitos números musicais na íntegra. Agora preciso comprar urgente a trilha, e sair ouvindo no iPod: Eu era neném, não tinha talco…

6 comentários:

  1. Não tenho paciência de ver documentários... talvez se fosse o filme sobre a vida dele... arriscaria ver...

    ***

    ResponderExcluir
  2. Eu tb gostei bastante! É o melhor filme nacional de 2009 até agora...

    ResponderExcluir
  3. nada a ver com o post, mas como vc é fã de bollywood...

    já comeu no tandoor?

    a comida é ótima, e servida com intermináveis clipes bollywoodianos.

    www.tandoor.com.br

    ResponderExcluir
  4. André de Genebra20 de maio de 2009 09:38

    Oi dinda! Que surpresa abrir seu blog hj e encontrar esse post maravilhoso. Infelizmente estou longe e não vou poder assistir o documentário, mas sou mega fã do Simonal assim como toda a geração samba-rock que inclui Tri Mocotó, Banda Black Rio, Jorge Ben Jor entre outros. Seria ótimo encontrar mais posts como esse para mostrar para a "queer nation" que existe vida além do miojo do Offer Nissin e do xuxu do Peter Rauhofer e que música brasileira vai além da Bossa Nova e Tropicália. Parabéns! Quando retornar quero assistir o vídeo junto com vc...rs...Mil beijos de Genebra para vc! André

    ResponderExcluir
  5. Tony, estou em Sampa e, como fã desde criança, fui assistir SIMONAL. Adorei!Apesar de ficar comovido, deu vontade mesmo foi de sair do cinema dançando. O som que ele fazia era realmente uma delícia.

    ResponderExcluir