domingo, 28 de setembro de 2008

CITTÀ DI DIO

"Gomorra" desembarcou no Festival do Rio embalado por um prêmio em Cannes, matérias elogiosas nos jornais e ingressos esgotados para todas as sessôes. O filme escolhido pela Itália para representá-la nos próximos Oscars foi comparado a "Cidade de Deus", por mostrar um painel de histórias entrelaçadas pelo tráfico de drogas. Por tudo isto, fui para o cinema crente que ia ver um dos melhores do ano. E me decepcionei à larga: como o filme de Fernando Meirelles, "Gomorra" é ultra-violento, mas, ao contrário deste, não deixa que o espectador se envolva com seus personagens, todos antipáticos. O resultado são duas horas desagradáveis na horrenda periferia de Nápoles, na companhia de gente feia e malvada. Sou mais as favelas cariocas.

3 comentários:

  1. Mais gozação com a Sarah Palin pra vc rir:
    http://www.youtube.com/watch?v=s77Ll_baR7o

    ResponderExcluir
  2. E eu que dei com a cara na porta do Palácio numa sessão para convidados de "A festa da menina morta" hoje... :/
    uó isso! podiam ter avisado no jornal!

    ResponderExcluir
  3. Se pelo menos os bandidos fossem bonitos e malvados, né?

    ResponderExcluir