quinta-feira, 25 de setembro de 2008

ASSINE DJÁ

O sacripanta do Crivella teve mais uma vez o desplante de incitar seus seguidores a "saírem às ruas" para protestar contra o projeto de lei que criminaliza a homofobia, num debate acontecido ontem no Rio. O candidato-escroto alegou que a lei "fere a liberdade de expressão", como se esta não conhecesse limites. Ora, quem é racista também não pode se "expressar livremente", porque racismo é crime - e em breve a homofobia também o será. Os argumentos pífios do "bispo" são desmontados lindamente no site Não Homofobia, onde também há um abaixo-assinado para as pessoas que são a favor da lei. A meta é chegar a um milhão de assinaturas até março: vamos nos mobilizar e atingir este número o quanto antes. É só mostrando quantos somos - e, para usar um jargão entendido pelos evangélicos, quanto valemo$$ - que esta luta será ganha.

8 comentários:

  1. Vai ser lei, queira esses losers ou não.
    Sorry, periferia.

    ResponderExcluir
  2. assinei hoje de manhã e assino quantas vezes for (mas acho que não vale)

    ResponderExcluir
  3. Apoiasééééééééééésimo...

    Aliás, falando em homofobia, 3 skinheads aqui em sampa irão pra júri popular... Adorei!

    Aliás, amanhã estarei bela aí no Rio...

    Passa no blog pra tomar um café e vamos tentar nos ver ;)

    ResponderExcluir
  4. ótima campanha, assinei e incentivo todos a assinar, mas pergunto se realmente há necessidade da lei - não porque inexistam os ataques à integridade moral/física dos homo, muito pelo contrário - mas porque a aplicação da lei já existente colocaria tais pessoas na mesma pena dos que são processados por racismo, até porque no Brasil, o que não falta é lei, mas falta a trilogia essencial da justiça. Ou seja, para haver justiça precisa:1 - LEI, 2 - FISCALIZAÇÃO, 3 - SANÇÃO (multa, cadeia, etc); acho que precisa ter uma maior conscientização do que é democracia e direitos humanos, isto sim. Num país democrático, ao cidadão (=TODOS) é permitido fazer tudo o que a lei não proíbe!!! É simples de entender e seria muito bom divulgar estes conceitos. Os desdobramentos são só evoluções do conceito inicial, a saber: tem lei que proíbe homem beijar homem em público? NÃO, então, não precisamos de lei autorizando isto a acontecer, precisamos sim denunciar, ter delegacia especializada (como tem de racismo), informar os cidadãos dos seus direitos... acho que o que precisamos aqui é mais conhecimento sobre os direitos e garantias individuais, sabe? ARTIGO 5º DA CONSTITUIÇÃO DJÁ!

    ResponderExcluir
  5. Eu não sei quais terão que ser as articulações políticas e culturais no Brasil para que as paradas gays deixem de ser sómente desculpa pra se colocar nas festas.Não sou santo,e já fiz isso.Mas,para que gays tenham direito no Brasil,assim como têm em alguns lugares no mundo,deverá rolar uma R:EVOLUTION cultural.Não adianta uma BITCH de uma traveca louca,começar a meter a voz nas rádios e televisões.THE WEEK do PRIDE no congresso brasileiro tem que ser realizada por um POOL de políticos bacanas,que estejam com vontade de mudar de verdade.E estes têm de ser eleitos pouco a pouco.O mundo tem de ser como uma BABYLON,com gente de todas as raças,religiões e sexos,convivendo,sendo todos COSMOPOLITAN e abertos...
    Um amigo meu aqui na Espanha,brasileiro,precisou de assessoria jurídica porque se casaria com um espanhol.Simplesmente,conseguiu um advogado bárbaro da associação de Gays,lésbicas e Trans(COGAM).Absolutamente de graça!!Já está casado e vivendo feliz para sempre com seu príncipe espanhol...
    Agora,meu povo,vê se se conscientiza...Faz igual o Tony,que vai pras festeeenhas e lê o jornal,lê livros,revistas,vai ao cinema,trabalha,viaja...E ainda escreve BLOG!!!! Que mais será que ele faz também,hein,hein???

    BeijomeligaquevoupraBarcelona

    ResponderExcluir
  6. Eu soube disso e vou também fazer um post sobre isso no meu blog nos próximos dias!
    Não podemos deixar alguém que tem esse tipo de opinião ganhar mais força política!

    ResponderExcluir