quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

TUDO ISTO É FADO

Certa vez me mandaram calar a boca numa casa de fados em Lisboa. Eu estava cantando "Nem às Paredes Confesso" alto demais, e encobrindo a voz do profissional. Por aí já deu pra sentir o estado de trepidação em que estou desde que soube da estréia iminente no Brasil do filme "Fados de Carlos Saura". O diretor espanhol está mapeando todos os ritmos ibéricos: já rodou longas sobre o tango, o flamenco e a sevillana. Agora ele foi para Portugal, mas não se restringiu aos da terra. "Fados" tem participações de Chico Buarque, Caetano Veloso, Toni Garrido, cantores de Cabo Verde e Moçambique, e até da mexicana Lila Downs. Além de imagens de arquivo da poderosa Amália Rodrigues, que sabia como ninguém usar a voz e o delineador. Já comprei o CD e vou cantar alto no cinema.

2 comentários:

  1. Eu tenho medo do Carlos Saura. Todas aquelas Carmens, aqueles Tangos... Sei não...

    ResponderExcluir
  2. Tony
    Que posso dizer? Adoro fado, adoro Amália Rodrigues mas eu NUNCA tinha encontrado ninguem da minha geração com quem compartilhar esse meu gosto. Estou emocionadíssima. Não me sinto mais só...

    ResponderExcluir